.Publicidade

.Publicidade

quarta-feira, junho 07, 2017

PI: Policiais afastados por fraude continuam com salário de R$ 5 mil

O delegado geral da Polícia Civil, Riedel Batista, informou que os 13 policiais investigados na operação Infiltrados (que investiga fraude no concurso de agente da Polícia Civil do Piauí em 2012) continuam recebendo salários mensalmente, apesar das acusações. O salário base dos agentes de terceira classe é de cerca de R$ 5.800,00, segundo o portal da transparência.
Dos agentes investigados, 10 foram colocados em liberdade e três estão presos preventivamente. Do total, dois, inclusive, conseguiram liminar para retornar ao cargo. 
"Eles continuam recebendo salários e todos os benefícios que a carreira impõe", declarou Riedel Batista.
O delegado disse ainda que novos fatos foram descobertos durante a investigação Infiltrados. Ele revelou que dois agentes (que não tiveram as identidades reveladas) além de pagarem para passar no certame, apresentaram certificados de nível superior falsos. 
"Existem certificados de nível superior que comprovadamente foram utilizados de forma fraudulenta, que a instituição de ensino desconhece que aquela pessoa fez aquele curso. Comprovamos também essa fraude em dois dos agentes policiais investigados na operação", declarou o delegado, sem revelar nomes.
Além da Infiltrados, a polícia deflagrou mais duas operações sobre fraudes em concursos, a Véritas (que investigou fraude no concurso do TJ-PI) e a Vigilles (que investigou fraude no concurso dos bombeiros). Ao todo, entre indiciados e denunciados pelo Ministério Público, quase 100 investigados por fraude em concursos públicos no Piauí aguardam julgamento.
cidadeverde.com
Fotos: Polícia Civil do Piauí