domingo, julho 09, 2017

Polícia Civil recuperam TVs furtadas de escola e duas pessoas são indiciadas em Cocal

Duas Smart TV da marca LG, de 43 polegadas LED, que ainda estavam embaladas na caixa do fabricante, cada uma avaliada em quase R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais), que foram furtadas entre a noite de domingo (02) e a madrugada de segunda-feira (03/07), da Escola de Ensino Médio Deputado Pinheiro Machado, centro da cidade de Cocal, região Norte do Piauí, foram recuperadas no final da tarde da última quinta-feira (06/07), em um trabalho conjunto entre a Polícia Civil e a Guarda municipal. 
Na foto: Emanuel Cristian dos Santos, de 20 anos, confessou ser o autor do furto.
Após tomarem conhecimento do crime, os agentes passaram a investigar o caso e mediante uma denúncia anônima chegaram a pessoa de Emanuel Cristian dos Santos, de 20 anos, que afirmou ser aluno do referido colégio e confessou ser o autor do furto, revelando o paradeiro dos objetos. 
Na foto: Pedro Elvis Ribeiro, de 26 anos, autuado por receptação ao comprar uma das TVs por R$600,00.
Uma das TVs estava escondida em um matagal conhecido como "Lagoa de Pedra", no Bairro São Francisco, e a outra tinha sido vendida pelo valor de R$600,00 (seiscentos reais) para um jovem de 26 anos, identificado como Pedro Elvis Ribeiro. As TVs foram localizadas e os envolvidos conduzidos para a Delegacia de Policia Civil de Cocal para tomada de medidas cabíveis. 
Emanuel Cristian, autor do furto, prestou esclarecimentos e foi liberado para responder a acusação em liberdade, pois o mesmo já havia saído do flagrante delito e em seu desfavor não havia mandado de prisão em aberto. No entanto, Pedro Elvis prestou depoimento e recebeu voz de prisão ao ser autuado em flagrante delito pelo crime de receptação. 
De inicio, a Delegada Dr.ª Rafaela Silva Bezerra, arbitrou uma fiança estipulada em 10 (dez) salários mínimos, o equivalente ao montante de R$9.370,00 (nove mil trezentos e setenta reais), para que Pedro tenha o direito de responder ao processo em liberdade mediante ao pagamento. Esse valor posteriormente foi reduzido pelo magistrado Dr. Carlos Augusto Arantes Júnior, juiz titular da Comarca de Cocal, que baixou o endosso para 06 (seis) salários mínimos, um total de R$5.622,00 (cinco mil seiscentos e vinte e dois reais).
Fonte: Blog do Coveiro