quinta-feira, agosto 03, 2017

Cabo da PM é preso durante Operação Conexão deflagrada pelo Greco

Policiais do Greco deflagraram na manhã desta quinta-feira (03) a Operação Conexão, por volta das 5h, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública e a Secretaria de Justiça do Piauí, com objetivo de desarticular uma organização criminosa que facilitava fugas de presos e também a entrada de celulares nos presídios do Estado. Durante a operação um cabo da Polícia Militar, Cláudio Rodrigues do Nascimento, foi preso por ter facilitado a fuga de quatro assaltantes de bancos ocorrida no dia 2 de março. Cinco pessoas foram presas em Teresina-PI e uma em Timon-MA.
De acordo com o delegado Willame Moraes, as investigações apuraram que o policial facilitava entrada de celulares e baterias no presídio, até 40 aparelhos por plantão, e os detentos pagavam para receber esses aparelhos. “Estávamos investigando a facilitação de fugas e acabamos por descobrir esse esquema criminoso que não está apenas na Casa de Custódia, na verdade, está também em outros órgãos de segurança, responsável pela custódia desses presos”, contou.
O delegado informou ainda que nessa primeira fase da operação não há a participação de outros agentes públicos, descartando o envolvimento de agentes penitenciários, inicialmente. “Nessa primeira fase só ele [policial militar], por enquanto não tem agentes penitenciários”, pontuou.
Os presos foram identificados como Josimar Carvalho da Silva (assaltante e líder da organização), Cláudio Rodrigues do Nascimento (policial militar que trabalha na Casa de Custódia), Ismael Ferreira da Silva, Paulo Reis Silva Ribeiro, Ivoneide Ângelo Silva Ribeiro, Israel Alves da Silva. Além das prisões, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, inclusive, dentro da Casa de Custódia, quatro conduções coercitivas e dois sequestros de bens (dois veículos).
De acordo com o Greco e a Secretaria de Justiça, a investigação durou cinco meses e teve início após a fuga de quatro detentos da Custódia, no dia 2 de março deste ano, com indivíduos ligados a quadrilha de assalto a bancos. No final de junho deste ano, três agentes penitenciários foram presos acusados de facilitar a entrada de drogas e celulares na Penitenciária de Parnaíba.
Fonte:GP1