.Publicidade

.Publicidade

segunda-feira, outubro 30, 2017

Piauiense Massaranduba tem atuação sólida e vence Jim Miller por pontos no UFC São Paulo

Piauiense perde primeiro round, mas defende bem as quedas nos assaltos seguintes e conquista vitória convincente contra o experiente americano
O piauiense Massaranduba depois de ter problemas no primeiro assalto ao ser colocado para baixo por Jim Miller, conseguiu neutralizar o americano, ser superior na trocação e até mesmo colocá-lo para baixo algumas vezes para vencer por decisão unânime (triplo 29-28) no card principal do UFC São Paulo, na madrugada deste sábado para domingo, no ginásio do Ibirapuera. Com isso, o brasileiro recupera-se do revés contra Kevin Lee e agora soma 22 vitórias e cinco derrotas. Miller, por sua vez, perdeu a terceira consecutiva.
Massaranduba encontrou bons socos no início do combate ao pressionar o rival, que conectou alguns jabs. Porém, após um chute baixo sem fintar, Miller o desequilibrou e o colocou para baixo. O brasileiro surpreendeu ao raspar de forma rápida e trabalhou o ground and pound da guarda de seu oponente. Pouco depois, se levantou e deu espaço para o americano ficar de pé. Estratégico, Miller entrou no tempo certo para conseguir nova queda na metade do round. Massaranduba conseguiu travar bem o rival e deu pouco espaço para o americano executar seu jiu-jítsu ou usar o ground and pound. O árbitro central demorou, mas fez os atletas ficarem de pé nos segundos finais, e o brasileiro ainda encaixou boa joelhada voadora.Francisco Massaranduba venceu Jim Miller por decisão unânime no UFC São Paulo (Foto: Getty Images)


Massaranduba voltou bem para o segundo round e ameaçava com golpes de esquerda e joelhadas. Ligado nas tentativas de queda do americano, ele se defendia e deixava cruzados de esquerda na saída. Miller começou a cansar e teve sérios problemas com a mão esquerda do brasileiro, que furava sua guarda constantemente. O duelo ainda foi para o chão, com Massaranduba por cima, castigando o adversário até o fim do assalto.
Na volta para o terceiro, Massaranduba seguiu superior. Miller tentou uma queda após joelhada voadora do oponente, mas sem obter sucesso. O brasileiro tinha a situação sob controle e impôs boa pressão, caminhando para a frente e combinando jabs, diretos e cruzados. Na grade, Massaranduba jogou um gancho curto e deu espaço para o americano, mas sem perder o controle do centro do octógono. Ele marcou o tempo de um chute baixo de Miller para levá-lo ao solo. Por cima, apenas administro a situação com inteligência, sem dar brechas para a perigosa guarda do americano e mantendo-se ativo para não permitir que a luta ficasse de pé.
Confira os resultados das lutas do evento:
CARD PRINCIPAL
Derek Brunson venceu Lyoto Machida por nocaute a 2m30s do R1
Colby Covington venceu Demian Maia por decisão unânime (29-27, 30-27 e 30-26)
Pedro Munhoz venceu Rob Font por finalização aos 4m03s do R1
Francisco Massaranduba venceu Jim Miller por decisão unânime (triplo 29-28)
Thiago Marreta venceu Jack Hermansson por nocaute técnico aos 4m59s do R1
John Lineker venceu Marlon Vera por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
CARD PRELIMINAR
Vicente Luque venceu Niko Price por finalização aos 4m08s do R2
Antônio Cara de Sapato venceu Jack Marshman por finalização aos 4m30s do R1
Jared Gordon venceu Hacran Dias por decisão unânime (29-26, 29-27 e 30-26)
Elizeu Capoeira venceu Max Griffin por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-28)
Deiveson Alcântara venceu Jarred Brooks por decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28)
Marcelo Golm venceu Christian Colombo por finalização aos 2m08s do R1
Fonte: Combate/Globo