quinta-feira, janeiro 04, 2018

Polícia deflagra operação e prende acusados de pistolagem no sul do Piauí

                                                           Divulgação PM
As investigações começaram após uma tentativa de homicídio na cidade de Bela Vista. O mesmo grupo também estaria envolvido com pelo menos três homicídios.
Uma operação deflagrada no município de Isaías Coelho, a 416 km de Teresina, resultou na prisão de três pessoas supostamente envolvidas com pistolagem na região. Os policiais militares também apreenderam sete armas de fogo e diversos tipos de munição.
Segundo o tenente José Junior Cardoso, comandante da Companhia de Simplício Mendes, os presos são Gilvan Elias da Silva, Edvan Elias da Silva e Antônia Alves de Araújo Silva. Eles teriam participação em pelo menos três homicídios. “Fizemos um levantamento e descobrimos que os alvos da operação de hoje estavam diretamente ligados a estes crimes, uns com a função de executor e outros com a função de apoio logístico e guarda de armamento”, afirma o tenente
A série de ocorrências violentas estão relacionadas a uma briga em família que teve início em 2015. O comandante afirma que, na época, um homem chamado Eliano Silva Sousa teria contratado dois pistoleiros para matar a própria sogra, Luiza Ferreira Carvalho Costa, que sempre protegia a filha quando esta brigava com o marido. “Só que na hora da execução, o filho de Luiza, Antônio Costa da Silva, tomou a frente da mãe e acabou sendo atingido fatalmente. Ela ficou apenas baleada”, conta o policial, acrescentando que os pistoleiros foram presos, mas ficaram apenas seis meses na cadeia.
Para vingar a morte de Antônio, a família teria contratado Gilvan e Edvan para matar Eliano. A tentativa de homicídio ocorreu no último mês de dezembro, na cidade de Bela Vista, a 405 km de Teresina. "Os pistoleiros dispararam pelo menos nove tiros, sendo que um atingiu a vítima sem gravidade", relata o tenente Cardoso.
O trio preso durante a operação foi localizado nos povoados de Porcos e Cipoal, na zona rural de Isaías Coelho. A polícia credita que novos crimes que já estavam sendo planejados foram impedidos.
Fonte: Portal ODIA