sexta-feira, março 23, 2018

Primo é o principal suspeito do crime da parnaibana encontrada morta em São Paulo

Familiares da piauiense morta em São Paulo não acreditam em suicídio; A polícia investiga o caso de uma piauiense identificada como Pauline Melo que foi encontrada morta na residência de um primo em São Paulo. De acordo com informações, a jovem de parnaíba foi até São Paulo para comprar roupas para uma loja virtual que estaria montando. OUÇA OS ÁUDIOS!
Para isso, ela se hospedou na casa de um primo. Assim que ela chegou na casa de seu primo, instantes depois ele ligou para a polícia afirmando que a jovem estava morta dentro de sua casa e que teria cometido suicídio. A polícia foi até o local e não acreditou na versão apresentada pelo suspeito, já que a jovem estava com uma calça no pescoço e deitada de bruços na cama.
Informações obtidas através de áudios de parentes da jovem, que é formada em direito, é que o primo já está preso, porque a polícia não acreditou na sua versão. O avô de Pauline tem uma empresa na área de oficina mecânica próximo ao campo da Mercedes na cidade de Parnaíba. Ele, junto com o pai, foram até São Paulo. A mãe da jovem mora em Teresina.
“A história que o primo conta foi que ela suicidou-se, mas não está batendo. O dinheiro dela sumiu e ele está preso, está sendo suspeito. A polícia disse que as histórias que ele conta não estão batendo. Como uma pessoa pode se matar deitada numa cama com a perna da calça amarrada no pescoço?”, questionava um dos áudios na internet.
Ainda segundo a família, a jovem estava com uma quantidade elevada em dinheiro porque teria aberto uma loja virtual e o dinheiro era para fazer a compra do material.
Fonte: Portal Meio Norte