sexta-feira, abril 13, 2018

Moradores são ameaçados por invasores no Residencial Dunas, em Parnaíba

O clima de medo e apreensão tomou de conta dos moradores do Residencial Dunas, localizado no Bairro Dirceu Arcoverde, em Parnaíba. Populares denunciaram que desde a última quarta-feira (11/04), pessoas ainda não identificadas estão adentrando, sem autorização, imóveis inabitados, como também, apartamentos onde há residentes, mas que os moradores saem para o trabalho.
Na tarde desta quinta-feira, a reportagem do Blog Extra Parnaíba esteve no local, em uma das quadras do conjunto habitacional e no momento, estava uma equipe de motopatrulhamento da Polícia Militar, que foi acionada pelos populares através do Centro de Operações Policiais Militares – Copom. Os militares estiveram no local para ouvir as denúncias e iniciar um trabalho ostensivo em torno do local.
De acordo com a subsíndica de uma das quadras, a senhora Gleice Alves, a população local está sofrendo com as invasões que iniciaram no conjunto desde ontem, mas em sua área, iniciou na tarde de hoje. “Nós não aceitamos que pessoas de má índole, pois não são pessoas que realmente precisam, são pessoas que você percebe que estão fazendo mau uso. Eles chegam arrombando portas como aconteceu na quadra 20. Aqui eu não sei como conseguiram, mas estão abrindo com chaves”.
A representante disse que foi se colocar contra a situação no momento da invasão e foi ameaçada por duas pessoas, que seriam pai e filho. “Eles disseram que vão voltar com mais pessoas e aí a situação fica complicada”.
A subsíndica disse ainda que os invasores estão utilizando nome do prefeito Mão Santa durante os atos de vandalismo como se tivessem sido autorizados pelo gestor a ocupar os imóveis. “Já fiz denúncias de apartamentos que não foram habitados pelas pessoas contempladas, mas isso compete à Caixa Econômica e não as pessoas virem e invadir”.
O que mais incomoda os moradores, segundo Gleice, diz respeito a segurança. “Estou sem a ajuda de ninguém. Estou me sentindo sozinha, porque os moradores, cada um fica no seu canto por conta do medo, mas infelizmente não se unem para enfrentar a situação”.
Foi denunciado ainda que na tarde de hoje, esses mal feitores tentaram invadir casas que já estão habitadas, inclusive tentaram arrombar um imóvel, onde estavam duas crianças. “Eles tentaram arrombar a porta desse apartamento. Eles já estão fazendo vandalismo, pois isso é arrombamento, invasão de propriedade privada”, disse a denunciante.
Alguns representantes de quadras mandaram fazer portões, que permanecem trancados com cadeados, mas segundo informações, os invasores pulam os portões e grandes, sem nenhum receio. “O que a gente pode esperar de uma pessoa dessa?”, disse Gleice Alves.
A moradora pediu apoio da Prefeitura, da Caixa Econômica Federal, Ministério Público e das forças de segurança para que possam tomar alguma providência no intuito de ajuda-los, pois além desta problemática, outras também estão em evidência, como problemas estruturais dos prédios, onde a comunidade não sabe a quem recorrer na hora da necessidade.
O comandante da guarnição da PM no residencial, sargento Gilson disse que, a equipe foi acionada via Copom nesta quinta-feira. O policial disse que as rondas continuarão no entorno dos prédios e qualquer movimentação suspeita, os moradores podem acionar a PM, que estarão à disposição para as devidas providências. Com relação a identificação dos autores, os Pm’s ainda não sabem dizer de quem se trata, mas continuarão em diligências.
O sargento disse ainda que, comunicaria ao comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar sobre o ocorrido para que outras ações sejam realizadas no local para que população se sinta em segurança diante dos últimos acontecimentos.
Por Tacyane Machado