quinta-feira, maio 10, 2018

Detento revela que presídio do Piauí tem sinuca, drogas e jogos apostados; VÍDEO

O detento Fernando Fonseca dos Santos, preso na manhã de hoje (09) após sair da Colônia Agrícola Major César de Oliveira, que conseguiu liberdade através da saída temporada do Dia das Mães, relatou que o dinheiro apreendido com ele é fruto dos jogos de sinuca apostados dentro do presídio. A prisão ocorreu durante a operação Dirceu Seguro. 
O preso relatou também que as cinco trouxinhas de maconha encontradas com ele também foram adquiridas dentro da penitenciária. Fernando responde pelos crimes de roubo e homicídio. Nas fotos, ele é o que aparece de blusa branca. Ele estava com R$ 1.597 em espécie.
“A droga é só para eu fumar mesmo. E o dinheiro é de eu jogar baralho e fazer artesanato na cadeia, e jogava sinuca apostado. Tem duas sinuca, o baralho pra jogar apostado e o campo pra jogar bola. Eu fumei sim, “tô loprado”. Cadeia é que sabe. Cadeia é desse jeito. Toda cadeia tem que ter droga. Se não tiver fica doido. Eu não ia assaltar não”, disse Fernando, que no momento da prisão disse estar indo para a casa da mãe. VEJA O VÍDEO:
Fernando pilotava uma moto sem restrição de roubo (ODU 7095) e estava acompanhado pelo Renato Silva Lopes, que estava com um revolver calibre 38 e três munições intactas. Renato disse que a arma era para sua segurança pessoal. Ele teria ido buscar Fernando na penitenciária. 
“Tentaram tomar minha moto uma vez, aí comprei a arma. Lá perto da Casa de Custódia. Eu ia pegar minha esposa de madrugada e os cara tentaram tomar minha moto. Eles não conseguiram ligar a moto e jogaram a chave no mato, só achei no outro dia. Levei pra oficina e fizeram uma ligação, e fui embora. Eu não estava roubando não, só fui buscar ele”, afirmou Renato. 
O delegado Cadena Junior, da Depre, disse ao Cidadeverde.com que Fernando estava com a posse da droga e que o detento afirmou ser de consumo pessoal, “que não vende”, mas as declarações serão investigadas. Cadena Junior relatou ainda que Fernando pode ter derrapado da moto por estar sob efeito da maconha. 
Já o delegado Luciano Alcântara acrescentou que apesar da moto não ter restrição de roubo, será investigado se era alugado para assaltos, pois o proprietário poderá responder criminalmente. 
O capitão Audivan Nunes, da Força Tarefa, ressaltou que moradores da região reconheceram a dupla por terem praticado assaltos. "Esses dois foram abordados pela polícia porque estavam em atitude suspeita. É possível que esse dinheiro seja proveniente de roubo".
O comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar, major Jansen Cerqueira, também acompanha Operação, deflagrada na manhã desta quarta-feira (09) pelas Polícias Civil e Militar do Piauí. 
No início da noite, a Sejus divulgou a seguinte nota:
NOTA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL MAJOR CÉSAR OLIVEIRA
A gerência da Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira informa ao Portal Cidade Verde que a circulação de entorpecentes ou dinheiro dentro da unidade é terminantemente proibida. O material encontrado nesta quarta-feira (09) pela polícia de porte do detento Fernando Fonseca dos Santos, liberado em saída temporária do Dia das Mães, não foi angariado dentro do presídio. Como tratado na fala do agente de polícia na reportagem em questão, o material encontrado com o detento teria sido obtido por meio de ação ilícita e não dentro da unidade penal. As saídas temporária são fundamentadas pela Lei de Execução Penal (Lei n° 7.210/84) e a prática de crimes nesse período pode implicar na transferência de presos que até então estavam em regime semiaberto, para o regime fechado.
Operação Dirceu Seguro 
Polícia Militar, Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública, Polinter e Depre deflagraram nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (9) a operação Dirceu Seguro, na zona Sudeste de Teresina. Em conjunto, os órgãos estão espalhados em vários pontos da Região do Grande Dirceu fazendo blitzen a fim de inibir os assaltos que acontecem diariamente na região. A ação integrada entre as polícias é uma determinação do Secretário de Segurança do Estado, Coronel Rubens Pereira. No total, cinco pessoas foram presas. São elas:
Tiago Vieira de Sousa
Carlos Alexandre dos Santos
Fernando Fonseca dos Santos
Renato da Silva Lopes
Raimundo Rodrigues da Silva Neto
Fonte: Cidade Verde