sexta-feira, junho 29, 2018

Jovem piauiense se destaca em uma das melhores escolas de Israel

                                          João Ricardo de Morais
Mesmo com muitas dificuldades, o jovem João Ricardo de Morais, de 17 anos, natural de Wall Ferraz, localizada no interior do Piauí, nunca desistiu do que almejava. Para ele, o impossível é apenas uma situação que é imposta pela sociedade. Ele é prova de que tudo é possível quando se tem força de vontade.
Um rapaz de olhos claros, franzino e de cabelos encaracolados, que desde criança já pensava fora da caixa e tinha consigo o sonho estudar fora do país, mesmo que tudo parecesse distante da realidade em que vivia. “O fato de eu ser do interior do Piauí, uma cidade que tem por volta de 4 mil habitantes, isso não me limitava a sonhar em sair do país, e eu fiz isso e sei que inúmeros adolescentes aqui também podem fazer”, relatou.
Com todo seu esforço e dedicação, João conseguiu ingressar na EMIS – Eastern Mediterranean International School, em Israel, uma das melhores escolas do mundo, em uma missão de representar o Brasil em uma proposta de paz e sustentabilidade no Oriente Médio.
Além da missão, os estudantes selecionados estudam com o IB Diploma -International Baccalaureate (IB) – que é uma qualificação educacional reconhecida internacionalmente, criada com a intenção de simplificar a transição para o ensino superior em uma universidade internacional. A qualificação mais famosa oferecida é o International Baccalaureate Diploma para estudantes de 16 a 19 anos. A duração do curso é de dois anos.João Ricardo, 17 anos
“É um sonho que eu tive desde criança de um dia ter a experiência de participar com esse diploma. É um diploma que foca, não só em vida acadêmica, o objetivo do IB é fazer com que o aluno tenha essa proximidade da universidade e também da sociedade. Então a gente estuda cursos em seis áreas diferentes e você precisa se dedicar a cada curso individualmente e aplicar o seu conhecimento na sociedade”, explicou.

João Ricardo foi selecionado através de um programa que oferta bolsas de estudos internacional, ele é o primeiro piauiense contemplado pelo programa.
PROJETO EDUCACIONAL
E com o anseio de ajudar outros adolescentes, João Ricardo, juntamente com o coach Fabrício Fortaleza e a professora universitária, Janaina Arruda, estão dando o ponta pé inicial em um projeto intitulado como Academia de Líderes Piauiense, que tem como objetivo desenvolver habilidades de liderança nos jovens. A ação é realizada, sem fins lucrativos e terá uma turma em Picos.
“A gente quer que esses jovens não só aprendam como se tornarem lideres, a gente quer que eles venham e trabalhem na sociedade”, afirmou o estudante.
Para participar do projeto, os alunos deverão estar matriculados em instituições de ensino no Piauí e cursando entre o 8º ano e ensino superior. “Eles preencherão um formulário de aplicação para a Academia de Líderes Piauiense e sendo selecionados, a partir desse preenchimento, eles passarão por um processo de entrevistas e sendo escolhidos, eles entram para o nosso primeiro programa que se chama Quebrando Paradigmas”, explicou Janaina.
As aulas acontecerão de forma presencial, uma vez por semana e com duração de 2 horas, dando ênfase na parte de liderança. As aulas serão ministradas pelo Couch Fabrício Fortaleza, Janaina Arruda, João Ricardo e outras pessoas que serão convidadas. “O foco realmente é fazer com que esses alunos tenham contato com disciplinas que eles não têm dentro da escola, disciplinas que façam ações práticas dentro da sociedade”, ressaltou Fabrício.
Quem tiver interesse em ser membro do clube de patrocinadores da Academia de Líderes Piauiense, pode estar entrando em contato com Fabricio Fortaleza pelo telefone 9 8148 – 8610 e contribuir com o desenvolvimento do projeto.
Texto: Andreia Monteiro
Edição: Daniela Meneses