domingo, outubro 07, 2018

Homem é preso em Fronteiras portando santinhos de candidato e R$ 3 mil

                 Material apreendido pela polícia.Foto: Divulgação/PM
A Polícia Militar do Piauí prendeu, na madrugada deste domingo (07), um homem portando R$ 3 mil em notas de R$ 50,00 e vários santinhos de um candidato a deputado federal e uma candidata a deputada estadual. O material estava escondido dentro de um veículo modelo Gol.
O caso aconteceu na cidade de Fronteiras, a 411 Km de Teresina. O preso foi identificado como sendo Antônio Manoel de Sousa, 43 anos. De acordo com a polícia, além dos santinhos dos candidatos e do dinheiro, no celular dele foram encontradas várias imagens e anotações de seções eleitorais e urnas do município de Fronteiras.
Diante do material apreendido e da configuração do ato como propaganda no dia do pleito (o que é proibido pela Justiça Eleitoral) e boca de urna, Antônio Manoel foi encaminhado para a delegacia da cidade autuado por crime eleitoral.
Segunda apreensão de dinheiro
Este caso de Paulistana foi o segundo de dinheiro apreendido com eleitores no pleito deste ano no Piauí. Na sexta-feira (05), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma quantia de R$ 10 mil dentro de um veículo na cidade de Piripiri. Segundo os inspetores que atenderam à ocorrência, o passageiro do carro foi flagrado mantendo contato com um candidato, informando sua localização e a apreensão do valor.
Derramamento de material eleitoral no dia do pleito é crime
A Justiça Eleitoral veta qualquer tipo de propaganda política ou prática que possa fazer o eleitor mudar seu voto no dia da eleição, considerado a conduta como crime de boca de urna. Dentre os atos que estão fiscalizados está o chamado derramamento de material eleitoral, que inclui espalhar santinhos de candidatos nos locais de votação.
Para coibir este tipo de prática, a Prefeitura de Teresina destacou equipes para fazer a limpeza dos colégios eleitorais e recolher santinhos de candidatos dos pontos de votação. O Tribunal Regional Eleitoral, junto com as forças policiais, também está fiscalizando o cumprimento da lei neste sentido.
Fonte: Portal ODIA