quinta-feira, novembro 08, 2018

Aos 18 anos, advogado mais jovem do país faz a primeira sustentação oral no STF

O advogado mais jovem do país, o brasiliense Mateus Ribeiro, 18 anos, realizou nesta quinta-feira (8/11) sua primeira sustentação oral em um processo, no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF). Esta é a etapa do julgamento em que o advogado apresenta seus argumentos a favor do cliente que defende.
Mateus atua em uma Ação Direta de Constitucionalidade (ADI), pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), que trata da prática de revistas íntimas nos funcionários pelas empresas.
Ao final de 15 minutos de fala, o jovem advogado agradeceu aos ministros pela oportunidade. "Para qualquer advogado é uma honra falar na mais alta Corte do país. Agradeço muito pela oportunidade. Peço que a lei seja declarada formalmente inconstitucional", disse, ao defender que seja mantida a lei que proíbe a revista íntima de trabalhadores pelos patrões.
O jovem recebeu as boas-vindas do ministro Edson Fachin. "Cumprimento o jovem advogado que fez a sustentação oral, que o coloca no exercício da advocacia".
Filho de advogados, Ribeiro ingressou na Universidade de Brasília (UnB) aos 14 anos, após obter autorização da Justiça. Ele foi aprovado no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no último ano da graduação.
Mateus conta que aproveitava férias e recessos na universidade para adiantar matérias. Ele, que agora pensa em seguir a carreira acadêmica, junto à advocacia, recomenda que os estudantes não tenham pressa. "Eu terminei o curso em quatro anos, pois fazia os cursos de verão. Mas é melhor demorar para voar e ir longe, do que começar cedo e avançar pouco", disse. 
Fonte: Meio Norte