sexta-feira, dezembro 07, 2018

Polícia aprende drogas e desarticula grupo acusado de crimes na região norte do PI

A Polícia Civil, através da Delegacia de combate ao Tráfico de Drogas e Latrocínio de Parnaíba (DHTL), com o apoio da Força Tática da Polícia Militar de Parnaíba e policiais da Delegacia Regional, DEPATRI, Buriti dos Lopes, Cocal, DEAM, 1º Distrito Policial, Núcleo de Inteligência da Planície Litorânea, deu cumprimento a mandados de busca e apreensão em desfavor de dois menores responsáveis por diversos assaltos à mão armada, homicídio, tentativas de latrocínio e tentativas de homicídio, que vinham promovendo um verdadeiro terror na cidade de Parnaíba nos últimos meses. Fato ocorrido na manhã desta sexta-feira (07/12), no Conjunto dom Rufino em Parnaíba e na Zona Rural de Luís Correia.
Na operação foi apreendido o menor de iniciais M. R. S, 16 anos, conhecido “Negueba”, com quem foi encontrado um simulacro de arma de fogo que este utilizava para a prática de assaltos na cidade de Parnaíba, além de vários pertences de vítimas destes assaltos. Também foram presos na operação Francisco Dias de Souza, 62 anos, dono da casa; Edivaldo Cardoso de Souza, 41 anos; e Damião Neres de Sousa, sem documento, os quais estavam dando guarida em uma residência no Povoado Carneiro, município de Luís Correia (PI), divisa com o estado do Ceará, o outro menor de iniciais R.S.A, 16 anos, conhecido “Irmãozin”, que também possuía mandado de apreensão em seu desfavor. Mas este conseguiu fugir.
Na referida residência foram encontrados arma de fogo de uso restrito, munições de calibre 38, animais silvestres, tijolos de maconha, balança de precisão e outros apetrechos com todos os indicativos de que ali funcionava um ponto de venda de droga. Francisco Dias de Souza é de Fabiano Silva de Sousa, o “Gesso”, responsável pela fuga de cândido de Souza Araújo, assassino do agente prisional Silvino.
A Polícia Civil do litoral informa que o menor infrator será encaminhado ao Complexo de Menor de Parnaíba e os outros presos serão apresentados à audiência de custódia, ficando ambos a disposição do judiciário. Informamos, por fim, que o combate aos crimes desta natureza irá continuar no sentido de se identificar e prender todos os envolvidos em crimes desta natureza com a identificação dos envolvidos e a realização de suas prisões, combatendo, com rigor, todos os que se aventurarem nestes delitos tão nefastos para a sociedade.
Negueba
A Polícia Civil aproveita a oportunidade para reforçar a divulgação da ferramenta para a realização de denúncias anônimas, o que facilita sobremaneira as investigações e conclusões dos delitos investigados.