terça-feira, janeiro 22, 2019

Operação policial apreende veículos roubados e prende três pessoas, sendo um advogado em Parnaíba

Carro roubado foi apreendido durante operação - Foto: Kairo Amaral/G1
Uma operação conjunta das Policias Militar, Civil e Rodoviária Federal de Parnaíba apreendeu quatro carros com registros de roubo e clonados nesta segunda-feira (21). Segundo a investigação, os automóveis teriam sido roubados no estado do Ceará, clonados e em seguida vendidos como se não tivessem restrições.
                    Moto roubada foi apreendida  Foto: Kairo Amaral
Na ação policial, uma moto também foi apreendida. O veículo modelo Biz de cor preta foi adesivada de branca para enganar a fiscalização da polícia. Ela possuía placa adulterada como se fosse da cidade de Campo Maior e estava em posse de uma mulher identificada como Francisca Patrícia Veras da Silva, que foi presa em casa no conjunto habitacional Dunas.
Carro do advogado apreendido em Parnaíba — Foto: Kairo Amaral
Durante a ocorrência, um advogado chegou ao local para defender a cliente e acabou preso por conduzir um veículo com restrição de roubo. O advogado foi identificado pela polícia como Nertan de Sousa Mota. O empresário Martônio Cunha Pinho, também foi preso em um lava-jato localizado na Avenida Chagas Rodrigues, no bairro Canta Galo.
"Chamou a atenção, o fato do advogado de um dos investigados está em um carro clonado. Foi dada voz de prisão a ele e o profissional conduzido a Central de Flagrantes", informou o Tiago Caldas, da Polícia Rodoviária do Federal (PRF).
De acordo com o tenente Sousa Filho, da Polícia Militar de Parnaíba, dois veículos modelo Mobi e Gol com placas clonadas de Parnaíba foram apreendidos no sábado (19). A partir disso, a polícia começou uma investigação e descobriu que a suspeita presa vendeu os dois veículos por R$ 60 mil.
"Ela sacou o dinheiro da venda dos carros e hoje a encontramos em casa, com uma moto Biz com registro de roubo de Parnaíba. Mais dois carros roubados do Ceará, sendo o Onix do advogado, também foram apreendidos", contou.
Para o tenente, o veículo contém elementos, que são padrão de fábrica e podem ajudar na identificação do carro. Contudo, a clonagem é tão perfeita, que apenas um especialista consegue identificar.
"A clonagem de veículos podem ser feitas no estado de origem, como a adulteração no Piauí. Aqui eles esquentam a documentação, somente um perito consegue reconhecer. Mas pelo valor o comprador percebe que é roubado", destacou o policial.
Fonte: G1/PI