domingo, fevereiro 24, 2019

Cão farejador da Polícia Militar do Piauí usado em operações morre aos 14 anos

O pastor alemão Bradock que durante 14 anos foi incansável combatente da Polícia Militar contra o tráfico de drogas no Piauí morreu neste domingo (24). Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança, o animal faleceu em decorrência da idade.
Pastor alemão da Polícia Militar do Piauí usado em operações morre aos 14 anos — Foto: Divulgação/Secretaria de Segurança
"Ele era um cão muito ativo porque trabalhou em várias operações aqui e em outros estados. Trabalhamos juntos quando estive no BOPE, um dos melhores do Brasil em policiamento, sempre atento e observador", disse coordenador de Operações da PM, coronel Márcio Oliveira.
Bradock já estava com idade avançada e por isso foi afastado das atividades, mas era querido no Canil da Polícia Militar e se tornou um mascote da PM.
O animal recebeu o nome de Bradock em homenagem a um filme de guerra de 1985 em que um coronel chamado James Braddock é acionado para encontrar soldados americanos que desapareceram anos atrás. O filme mostra uma difícil tarefa de resgate na selva.
O coronel explica que um cão policial tem um olfato delicado e apurado, umas das características mais apreciadas pela polícia. "Ele consegue facilmente discernir um odor específico, mesmo quando existe mais um cheiro ao seu redor. É por isso que farejar drogas é uma das principais funções do cão policial . Além disso, seu rosnado feroz bota medo em qualquer criminoso", pontou.
Fonte: G1/PI