terça-feira, março 19, 2019

Arma de policial do MA que matou cabo do Piauí foi usada antes em dois assassinatos

A arma usada no assassinato do cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel Borges, foi usada em dois homicídios na região do bairro Pedra Mole, Zona Leste de Teresina. Esta foi a conclusão da Polícia Técnica-Científica do Estado do Piauí. 
Segundo informações apuradas e exibida pela TV Cidade Verde, a pistola usada pelo Francisco Ribeiro dos Santos Filho, que é da PM-MA, para matar o cabo Samuel Borges pertence ao Governo do Maranhão e estava cedida ao policial para trabalhar.
A autoria do duplo homicídio é investigada pelo Departamento de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo as investigações, as duas mortes ocorreram perto de um depósito de gás, de propriedade do policial maranhense, Francisco Ribeiro.
Por enquanto, o DHPP trata a investigação do duplo homicídio com reservas e que Francisco Ribeiros dos Santos Filho deve responder por mais dois assassinatos, além do crime contra Samuel Borges ocorrido no dia 01 de fevereiro de 2019.
O cabo Samuel foi assassinado quando ia deixar o filho na escola após uma discussão de trânsito em fevereiro deste ano. Ele foi morto com pelo menos dois tiros na frente do filho.
Com informações 180 Graus