terça-feira, março 19, 2019

Homem é preso acusado de trafico de drogas no bairro Piauí, em Parnaíba

Quatro pessoas encontradas em “boca de fumo” foram conduzidas para a Central de Flagrantes. O dono da venda foi autuado por tráfico de drogas.
Expedito Carlos R. Santos, dono da "boca de fumo" e Willanis A. Melo Sousa, José Filho da Silva e Railton S. Lima Alves, dependentes químicos foram conduzidos para a Central de Flagrantes.
Uma guarnição 2º BPM Major Osmar, comandada pelo Sargento Farlon, na companhia do Cabo Sobrinho e Cabo Zé Maria, se encontrava em patrulhamento ostensivo de rotina na noite desta segunda-feira (18) na região do Bairro Piauí, em Parnaíba, quando se deparou com uma motocicleta em frente a uma residência na Rua Guaporé, nº 3745 que já era conhecida da guarnição como sendo uma "boca de fumo" comandada por um indivíduo de nome Expedido Carlos R. Santos.
     Residência onde funciona a "boca de fumo" já é conhecida dos policiais.
Os policiais resolveram fazer uma verificação na situação legal da motocicleta, o suspeito abriu o portão e foi abordado pelos componentes. Ele relatou que estaria em companhia de mais três elementos que foram identificados por Willanis A. Melo Sousa, José Filho da Silva e Railton S. Lima Alves.
Crack, maconha e simulacro de arma de fogo encontrados em poder do dono da "boca de fumo"
Ao fazer uma abordagem aos outros, foi constatado pelos policiais que eles tinham acabado de "fumar um baseado". Percebemos que Expedito tinha jogado uma carteira de cigarros em um dos cômodos da casa e quando o patrulheiro verificou no seu interior encontrou 15 porções de crack e 1 porção de maconha. Ainda foi encontrado no quarto de Expedito um simulacro de arma de fogo.
Os dependentes químicos relataram que sabiam que a residência era um ponto de venda de drogas. Expedito acabou confessando que estava realmente vendendo drogas.
Com a confissão foi dado voz de prisão a Expedito e conduzido juntamente com os outros três que seriam possivelmente usuários de drogas para a Central de Flagrantes para que fossem realizados os procedimentos legais cabíveis. O simulacro de arma de fogo, o crack e maconha também foram apreendidos.
Por José Wilson | Jornal da Parnaíba