sexta-feira, maio 31, 2019

PMs são presos suspeitos de envolvimento em roubos de cargas no Piauí e Maranhão

Quatro pessoas foram presas suspeitas de envolvimento em roubos de carga nos estados do Piauí e Maranhão. Entre os presos há dois policiais militares. O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) realizou na manhã desta quinta-feira (30) uma operação para combater o esquema.
Segundo informações repassadas pelos policiais do Greco, um dos PMs presos foi identificado como o cabo Wanderley Rodrigues da Silva, lotado no 17º Batalhão da Polícia Militar, no extremo Sul de Teresina. O cabo teria reagido à prisão e ameaçado os agentes da Polícia Civil. O PM é o mesmo envolvido em uma briga com o cantor Saulo Dugado dentro de uma padaria ano passado e no sumiço de parte do dinheiro roubado durante um assalto ao banco do Nordeste, em dezembro de 2017 na capital.
O outro PM preso foi identificado apenas como soldado Bruno, membro da Força Tática que atua na região do bairro Promorar, também na Zona Sul. O policial teria sido preso junto com o próprio pai, também suspeito de envolvimento na organização criminosa.
Houve ainda a prisão de mais uma pessoa, que teria ligações com uma das empresas alvo dos criminosos. Sua identificação não foi divulgada.
Nos endereços visitados pelo Greco foram apreendidas três armas de fogo, entre elas uma pistola .40, de propriedade da Polícia Militar, que teve a numeração raspada. Foram apreendidas ainda munições, celulares e dinheiro.
O Greco iniciou a operação ainda durante a madrugada e foi acompanhada de perto pela Polícia Militar. A ação conta ainda com o apoio da Corregedoria da Polícia Militar e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). A operação buscava cumprir cinco mandados de prisão, mas o quinto não foi cumprido, por motivos não divulgados.
Fonte: G1/PI