quarta-feira, junho 26, 2019

Juíza da 1ª Vara Criminal de Parnaíba destaca que mulheres estão denunciando mais a violência doméstica

A titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Parnaíba, a juíza Maria do Perpétuo Socorro Ivani de Vasconcelos, concedeu entrevista ao programa Costa Norte Manhã desta quarta-feira (26/06), onde tratou sobre os casos de violência doméstica. Segundo a magistrada, o que houve foi o aumento de denúncias, pois a violência doméstica é muito corriqueira. Enfatizou ainda que não se trata só de agressão física, mas psicológica e patrimonial também.
Na oportunidade, a juíza Ivani Vasconcelos destacou que Parnaíba está bem servida com uma rede de proteção a mulher, sendo referência no país. Há serviços como o Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica (NEV), bem como o Grupamento de Atendimento Especializado a Criança Idoso e Mulher (GAECIM).
Com relação à superlotação da penitenciária de Parnaíba e a Audiência de Custódia implantada em 2017 no município, a juíza referenciou que o problema de superlotação é no Brasil e as audiências de custódia são importantes; pois o acusado por um crime, preso em flagrante, é ouvido por um juiz, e toma de imediato às medidas adequadas quanto à conduta transgressora do acusado.
Ivani Vasconcelos, a juíza da 1ª Vara Criminal de Parnaíba, alertou a juventude para que não se envolva no crime, pois muitos casos há em que antes do ser julgado o transgressor já tem sido morto pelo próprio crime. Ela recomendou o investimento no estudo como melhor opção.
Por Daniel Santos/PCN