11 pessoas morreram e até 299 estão desaparecidas após rompimento de barragem em Brumadinho (MG)

Número de desaparecidos cai para 299 após rompimento de barragem em Brumadinho, Grande BH; 46 pessoas foram encontradas e encaminhadas para unidades de saúde
Uma barragem da mineradora Vale se rompeu ontem em Brumadinho (MG), e um mar de lama destruiu casas da região. Rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco.
Até o momento, há confirmação de 11 mortos. A primeira pessoa morta identificada é Marcele Porto Cangussu. Há ainda 299 desaparecidos, segundo os bombeiros. Os trabalhos de resgates devem durar semanas.
Governo federal montou gabinete de crise; Bolsonaro sobrevoou a área na manhã deste sábado.
O número de mortes confirmadas subiu para 11, segundo o Corpo de Bombeiros. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sobrevoou a região atingida pelo rompimento da barragem e participou da reunião do gabinete de crise coordenada pelo presidente Jair Bolsonaro no aeroporto de Confins.
Técnicos do Ministério de Minas e Energia estão verificando toda a documentação apresentada pela Vale para tentar identificar as causas do rompimento. "O momento não é de questionar nenhum laudo", disse Beto Albuquerque, ministro de Minas e Energia. "As informações que nós temos tanto dos órgãos reguladores e também dos órgãos de fiscalização é de que toda documentação estava regular. E o que nós estamos fazendo desde ontem além de contribuir com o esforço das autoridades estadual e municipal é coletar todas as informações junto à companhia, a Vale. Ontem a noite todas as documentações referentes às licenças se encontram com nossos técnicos e agentes da agência nacional de mineração e agora vamos iniciar uma averiguação para saber o que levou a esse desastre"
HÁ 9 MINUTOS
A Polícia Federal (PF) informou neste sábado (26) que abriu um inquérito para apurar crime ambiental e contra a vida após rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho.
"Por telefone o 1° ministro de Israel, Netanyahu, nos ofereceu ajuda para a busca de desaparecidos no desastre de Brumadinho/MG. Aceitamos e agradecemos mais essa tecnologia israelense a serviço da humanidade", disse o presidente Bolsonaro em seu perfil no Twitter.
O governo federal reconheceu o estado de calamidade pública em Brumadinho (MG), após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale. A portaria que reconheceu a calamidade pública no município mineiro foi assinada pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas.
Fonte: G1

Google Plus

Folha de Parnaíba

Repórter e comunicador, funcionário público concursado, idealizador do Portal Folha de Parnaíba. Pessoa humilde e trabalhador, autêntico, verdadeiro e temente a Deus. Email: folhadeparnaiba@hotmail.com