Polícia Civil cumpre mandado e prende dupla acusada de tentativa de homicídio em Cocal

No final da manhã desta terça-feira (09/04), policiais civis coordenados pela Delegada Daniella Dinali, deram cumprimento a mandados de prisão preventiva em desfavor dos jovens Cleudiomar Carvalho dos Santos, alcunha "Neném", de 18 anos, e de Frankiele Moraes da Silva, o "Suécia", de 19 anos, ambos residentes no Bairro Baixa do Mutirão em Cocal, cidade da região norte do Piauí. 
A dupla, juntamente com um adolescente de 16 anos, irmão de Frankiele, são acusados de em posse de facões e pedras terem tentado contra a vida do vigilante patrimonial, Artur Correia de Araújo Neto, de 49 anos, lesionado com dois violentos golpes de facão, um na face e o outro no antebraço esquerdo. O fato ocorreu na madrugada do dia 25 de novembro de 2018, por volta das 04 horas, no Conjunto José da Cunha Frota (Mutirão).
A versão de Artur no inquérito policial narra que ele, juntamente com outros dois vigilantes, realizavam rondas de motocicleta no Mutirão, precisamente nas proximidades do CAPS, quando foram atacados por Cleudiomar, Frankiele e um adolescente de 16 anos (irmão de Frankiele) que estavam armados com facões e pedras, dando inicio a um embate que terminou no interior do Clube Vale Encantado II, onde estava ocorrendo uma festa de formatura. Artur acabou sendo lesionado com dois golpes de facão, entretanto, ele sacou um revólver e baleou um dos acusados, o adolescente, em uma das pernas. A vitima asseverou que antes disso, efetuou disparos para cima, para intimidar os agressores, sendo que tal ato não coibiu a investida do trio. A briga só cessou com a intervenção de terceiros, que se aglomeraram e passaram a jogar cadeiras nos acusados. Em seguida, Artur bastante ensaguentado foi socorrido por populares e encaminhada ao Hospital Dirceu Arcoverde (Heda) em Parnaíba-PI. 
No referido inquérito policial, os acusados alegam que agiram em legitima defesa por estarem cansados de serem agredidos por Artur. Cleudiomar afirmou em depoimento que apanhou de Artur por cinco vezes. No dia do ocorrido o trio estava ingerindo bebida alcoólica, mas antes se armaram e combinaram que se a equipe de Artur viesse os agredir eles revidariam. Cleudiomar e Frankiele relataram que ao serem abordados pelos vigilantes, Artur os chamou de vagabundos e em seguida deu um tapa no rosto de Cleudiomar e uma cacetada na cabeça de Frankiele, sendo que estes revidaram e partiram pra cima de Artur. Asseverando que Artur sacou um revólver e efetuou quatro disparos em direção a eles, mas acertou apenas um na perna do menor. Informando ainda que os outros dois companheiros de Artur não participaram da ação porque fugiram. 
A Delegada Daniella Dinali, que preside o inquérito policial, informou ao Blog do Coveiro que vitima e acusados foram indiciados criminalmente. Cleudiomar e Frankiele pelos crimes de tentativa de homicídio e corrupção de menores e Artur pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. 
Os acusados serão encaminhados para a Penitenciária Mista de Parnaíba, onde ficarão recolhidos a disposição da justiça.
Fonte: Blog do Coveiro

Share on Google Plus

Folha de Parnaíba

Repórter e comunicador, funcionário público concursado, idealizador do Portal Folha de Parnaíba. Pessoa humilde e trabalhador, autêntico, verdadeiro e temente a Deus. Email: folhadeparnaiba@hotmail.com .