Governo do Piauí deve mais de R$ 800 milhões de precatórios

Apenas em um precatório, o Governo do Estado vai pagar um valor superior a R$ 800 milhões. A informação é do secretário de Fazenda, Rafael Fonteles.
Esse precatório não estava na relação do Balanço Geral de 2018. Entrou já este ano, e é relativo aos técnicos fazendários (oriundo da década de 1990).
Conforme o secretário Rafael Fonteles, somando esse precatório dos fazendários, de mais de R$ 800 milhões, ao estoque atual – de mais de R$ 577 milhões – a dívida do Estado com precatórios já supera R$ 1,4 bilhão.
Daí porque o Estado vai pedir o empréstimo no valor de R$ 1,5 bilhão para pagar precatórios.
A conta fecha
A informação do secretário foi a propósito de meu artigo desta quinta-feira, dia 18, no Cidadeverde.com, sobre o novo empréstimo que governador Wellington Dias vai fazer para quitar os precatórios do Estado, nos próximos cinco anos.
O valor solicitado para o empréstimo é de R$1 bilhão e 500 milhões. Eu observava que o total dos precatórios, em 31.12.2018, era de R$ 577.893.289.
Desse valor, R$ 425,6 milhões são referentes a pessoal e R$ 152,2 são de fornecedores.
Estas informações estão no Balanço Geral do Estado, relativo ao exercício financeiro de 2018.
E eu indagava, então, por que o governo pedia autorização para fazer um empréstimo de até R$ 1 bilhão e meio para pagar precatórios que não somam 600 milhões.
O precatório dos fazendários não constava no Balanço Geral do Estado de 2018. Ele já saiu em 2019 e elevou a dívida do Piauí com precatórios para quase R$ 1,5 bi.
Para mim, agora, a conta fechou e o caso está muito bem explicado e esclarecido!
Fonte: Cidade Verde

Compartilhar no Google Plus

Folha de Parnaíba

Repórter e comunicador, funcionário público concursado, idealizador do Portal Folha de Parnaíba. Pessoa humilde e trabalhador, autêntico, verdadeiro e temente a Deus. Email: folhadeparnaiba@hotmail.com .