terça-feira, julho 16, 2019

Suspeitas de matar mulher em Parnaíba dizem que vítima morreu porque 'encarava' elas; VÍDEO

        Central de Flagrantes em Parnaíba — Foto: Kairo Amaral/TV Clube
A Polícia Militar prendeu na manhã desta segunda-feira (15) duas mulheres suspeitas de assassinar a facadas Gilmara Veras de Araújo, 24 anos, em um evento de som automotivo na Lagoa do Portinho, em Parnaíba, na noite desse domingo (14). (REVEJA MATÉRIA)
    Farlon Machado, sgt da PM em Parnaíba — Foto: Kairo Amaral/TV Clube
Em depoimento, as jovens disseram que não há um motivo específico para o cometimento do crime. Relataram apenas que a vítima sempre “encarava” as duas onde se encontravam.VÍDEO:
A dupla foi presa menos de 24 horas após o crime. Bruna Vasconcelos Carvalho, de 20 anos, e Kelsiane de Araújo Miranda, de 21, foram encontradas em uma casa abandonada na rua Guarani Ferreira Linhares no bairro São Vicente de Paula, em Parnaíba. Segundo o sargento da PM Farlon Machado, a polícia encontrou as jovens depois que receberam uma denúncia anônima.
"Ela falou que a vítima foi morta com apenas um golpe de faca. A Bruna esfaqueou a moça e fugiu porque não ia ficar esperando para ver o que aconteceu. Depois jogou a faca dentro de um matagal. Já a amiga participou da morte porque viu a Bruna brigando e jogou o capacete na Gilmara que caiu. Foi neste momento, que a Bruna conseguiu esfaquear a vítima", detalhou.
A vítima, segundo a perícia, sofreu duas perfurações de faca. Ainda segundo a polícia, David Alisson da Cruz Sousa, de 19 anos, que é namorado de Bruna, teria dado fuga às suspeitas com uma moto que também foi apreendida. Segundo o militar, a Bruna afirmou que andava sempre com uma faca porque possuía rivais. Os três envolvidos serão encaminhados para audiência de custódia nesta terça-feira (16). 
Fonte: G1/PI - TV Clube