Falta de pagamento afeta 20% dos medicamentos excepcionais no Piauí; VÍDEO

Pacientes que dependem de medicamentos para doenças como diabetes e outras cujo tratamento é fornecido pela Farmácia de Medicamentos Especializados do Piauí ainda enfrentam problemas com o déficit de remédios no estoque. O tema foi discutido de audiência nesta quinta-feira (8) entre a Secretaria de Estado de Saúde e o Ministério Público Estadual. VEJA O VÍDEO:
   secretário de Saúde, Florentino Neto
Na audiência, o secretário de Saúde, Florentino Neto, reconheceu o déficit e assumiu o compromisso de pagamento junto aos fornecedores. O gestor se comprometeu em se reunir ainda hoje com equipe da Secretaria de Fazenda (Sefaz) para tratar sobre liberação de pagamentos.
De acordo com o Ministério Público, no início de 2019, cerca de 50% dos medicamentos não estavam disponíveis no estoque da farmácia. 
Para Eny Marcos Vieira, promotor de Justiça do MPE, a demanda tem sido enfrentado desde o início do ano. “Temos ações judicializadas, temos ações individuais, ações coletivas, ações com sentença. De janeiro para cá estamos fazendo esse acompanhamento. De 30 medicamentos que estavam em falta, agora são 12”, informa.
A farmácia oferece cerca de 60 tipos de medicamento. A ausência de 12 configura cerca de 20% dos tipos de medicação ofertados à população. 
O Cidadeverde.com entrou em contato com a Secretaria de Saúde para informações sobre a previsão de pagamento dos fornecedores e aguarda retorno. 
O Ministério Público do Piauí informa que possui duas promotorias de saúde na capital que podem ser acionadas também pela ouvidoria do órgao no site, pelo tridígito 127 (ligação gratuita) ou (86) 3216-4550, ramal atendimento 571 e ramal ouvidora 572.
valmirmacedo@cidadeverde.com

Compartilhar no Google Plus

Folha de Parnaíba

Repórter e comunicador, funcionário público concursado, idealizador do Portal Folha de Parnaíba. Pessoa humilde e trabalhador, autêntico, verdadeiro e temente a Deus. Email: folhadeparnaiba@hotmail.com .