Manchas de petróleo atingem a Praia do Arrombado em Luís Correia

Manchas de petróleo no litoral do Piauí
Instituto Tartarugas do Delta confirmou ao GP1, na tarde desta sexta-feira (27), que manchas de petróleo foram detectadas na praia do Arrombado, em Luís Correia, Litoral do Piauí. As manchas já chegaram a outras praias da região Nordeste, onde há comprovação da morte de animais marinhos e aves. Segundo Werlanne Magalhães, vice-presidente do Instituto Tartarugas do Delta, na manhã de hoje, durante uma fiscalização de rotina, um dos colaboradores do órgão, encontrou vários pontos de óleo na Praia do Arrombado.
Foto: Divulgação/Instituto Tartarugas do Delta
“Durante a ronda, o Amaral que é um pescador que trabalha com a gente, encontrou o primeiro vestígio e acionou o restante da equipe, que foi ao local e recolheu amostra do material para enviar ao IBAMA. Porque são eles que estão responsáveis pela apuração desse caso junto com a Marinha do Brasil”, explicou Magalhães.
Ainda de acordo com a Werlanne, nenhum animal foi encontrado morto ou contaminado com o óleo no litoral piauiense. “Até agora só temos a comprovação de que uma tartaruga foi encontrada toda encoberta com a mancha na Ilha dos Poldros, que pertence ao estado do Maranhão”, relatou o vice-presidente.
O Instituto continua o monitoramento para evitar que animais e os banhistas se contaminem com o material, que de acordo com a Petrobras é de origem estrangeira. 

Em nota o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), informou que o órgão vem desde o dia 2 de setembro, estabelecendo uma série de medidas, para investigar as causas e responsabilidades do despejo de petróleo cru no litoral nordestino.
Ainda de acordo com o instituto, amostras do material foram enviadas para a Marinha do Brasil e Petrobras, que analisaram e constataram que a substância encontrada nos litorais trata-se de petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo.
Nota na íntegra
Desde o dia 02 de setembro o Ibama vem estabelecendo uma série de ações, juntamente com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (DF), Marinha e Petrobras, com o objetivo de investigar as causas e responsabilidades do despejo, no meio ambiente, do petróleo cru que atingiu o litoral nordestino. O resultado conclusivo das amostras, solicitadas anteriormente pelo Instituto e pela Capitania dos Portos, e cuja análise foi feita pela Marinha e pela Petrobras, apontou que a substância encontrada nos litorais trata-se de petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo. Investigação do Ibama com apoio dos Bombeiros do DF aponta que o petróleo que está poluindo todas as praias seja o mesmo. Contudo, a sua origem ainda não foi identificada. Em análise feita pela Petrobras, a empresa informou que o óleo encontrado não é produzido pelo Brasil. O Ibama requisitou apoio da Petrobras para atuar na limpeza de praias. Nos próximos dias, a empresa irá disponibilizar um contingente de cerca de 100 pessoas
Fonte: GP1

Compartilhar no Google Plus

Folha de Parnaíba

Repórter e comunicador, funcionário público concursado, idealizador do Portal Folha de Parnaíba. Pessoa humilde e trabalhador, autêntico, verdadeiro e temente a Deus. Email: folhadeparnaiba@hotmail.com .