terça-feira, outubro 01, 2019

Caos na UESPI: Deputados encontram lixo acumulado, cadeiras quebradas e atraso de salários

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Piauí iniciou nesta terça-feira (1º/10) as visitas aos campi da Universidade Estadual do Piauí. O primeiro a ser visitado foi o campus Clóvis Moura, localizado no bairro Dirceu Arcoverde, na zona Sudeste de Teresina.
Lá os parlamentares encontraram montanhas de lixo, cadeiras abandonadas, estrutura precária, evidenciando o abandono do lugar e constatando as denuncias de estudantes da instituição.
A visita foi conduzida pela deputada estadual Teresa Britto e pelo deputado estadual Gustavo Neiva, líder da oposição na Assembleia Legislativa. 
Além dos problemas estruturais, foi constatado o atraso de três meses no pagamento de servidores terceirizados, atraso no pagamento de bolsas de estudos e até mesmo nos repasses de custeio do campus. Também faltam equipamentos e material de limpeza.
Emendas
Como resposta, os deputados anunciaram a destinação de R$ 800 mil em emendas para a UESPI do Dirceu, pelos próximos quatro anos. Teresa Britto disse ainda que irá se reunir com outros parlamentares para tentarr viabilizar a destinação de uma emenda de bancada que possa ajudar no custeio do campus.
Autonomia financeira
Outra questão discutida durante a visita da comissão foi a falta de autonomia financeira da instituição, considerado por Teresa como o "principal desafio" a ser encarado.
"A UESPI é um patrimônio do Estado. Os estudantes e um grupo de professores estão fazendo o máximo para salvar a instituição. Mas entendemos que a autonomia da universidade é o principal desafio que temos no momento. A UESPI precisa de um orçamento independente, para que os recursos possam ser destinados de forma correta", diz.
Fonte: 180Graus