Jornalista Egídio Brito morreu vítima de meningite viral, aponta certidão de óbito

                                Foto: Reprodução Facebook Egidio Brito
O jornalista Egídio Bráulio de Brito, 32 anos, morreu na tarde desta sexta-feira (4), após sete dias internado em estado grave. A informação foi confirmada por volta das 16h30 pelos dois primos do jornalista que estão em contato com o portal Cidadeverde.com. 
No óbito assinado pelo médico Antonio Luiz do Nascimento, Egídio Brito morreu de meningite viral, que é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A principal forma de prevenir a meningite é com a vacinação. O laudo revela também que ele teve edema cerebral e insuficiência renal aguda.
Há uma semana, ele deu entrada no hospital Unimed com fortes dores de cabeça, vomitando e um incômodo na região do pescoço. 
Egídio entrou em coma na UTI e seu diagnóstico ficou indefinido. Inicialmente se suspeitou de meningite bacteriana, o que teria causado sua morte cerebral, mas ambos os quadros foram descartados pela família. Ele passou por uma bateria de exames e não tinha um quadro clínico definido.
No hospital, Egídio passou por nova bateria de exames e aguardava resultados de outros exames. 
Assessoria do hospital São Marcos disse que não iria se pronunciar sobre o caso e que qualquer informação somente com autorização da família.
Velório
Em entrevista ao Cidadeverde.com, o pai do jornalista, Francisco Brito, confirmou que o velório será realizado a partir das 21h na Pax União, na avenida Miguel Rosa. 
O sepultamento de Egídio será neste sábado (5) no cemitério Santa Cruz no bairro Promorar, zona Sul de Teresina.
Fonte: Cidade Verde


Compartilhar no Google Plus

Folha de Parnaíba

Repórter e comunicador, funcionário público concursado, idealizador do Portal Folha de Parnaíba. Pessoa humilde e trabalhador, autêntico, verdadeiro e temente a Deus. Email: folhadeparnaiba@hotmail.com .