segunda-feira, outubro 21, 2019

Jovem suspeito de estupro de vulnerável contra sobrinha de 7 anos é posto em liberdade em Parnaíba

Uma menina de sete anos de idade teria sido vítima de estupro de vulnerável na noite de sábado (19/10) na comunidade Fazendinha, Bairro Ilha Grande de Santa Isabel, em Parnaíba, litoral do Piauí. O autor foi denunciado pela própria criança, sendo seu tio Cleudenir Pereira Carvalho. A mãe da menina disse que a viu muito nervosa chorando e caminhando de um lado para o outro na casa da avó. Questionada sobre o que estava sentindo, disse que tinha machucado o joelho; mas a mãe não viu nenhum arranhão. Ainda segundo a mãe da criança, a mesma acabou revelando que fazia sexo oral no próprio tio Cleudenir Carvalho, que os abusos eram frequentes e que ele lhe prometia chicletes. Esta última informação foi confirmada pela menina. (REVEJA MATÉRIA)
Diante da denúncia, o Grupamento de Atendimento Especializado a Criança, Idoso e Mulher (GAECIM) realizou a prisão do acusado que foi conduzido a Central de Flagrantes e autuado pelo delegado Rodrigo Mello pelo crime de estupro de vulnerável. O jovem passou pela Audiência de Custódia e foi posto em liberdade, oportunidade em que foi marcado o depoimento da criança com uma equipe multidisciplinar. Realizado um exame no IML não foi constatado vestígio de estupro. O jovem afirma que está sendo alvo de calúnias da mãe da menina, que não gosta da ex-sogra e avô paterna, e tenta com esta investida prejudicá-lo para atingir os entes familiares do pai da criança.
O delegado Rodrigo Mello ressaltou o princípio da presunção da inocência ou princípio da não-culpabilidade, que estabelece o estado de inocência como regra em relação ao acusado da prática de infração penal até que seja provada a autoria ou não. Há casos em que o juiz decreta a prisão preventiva do acusado diante da materialidade do crime, mesmo assim segue-se o princípio da presunção da inocência. Por conta disso o processo segue, enquanto Cleudenir Pereira Carvalho permanece em liberdade até o total esclarecimento do caso.
Portal Costa Norte