sexta-feira, outubro 18, 2019

Laudo confirma presença de óleo em tartarugas encontradas mortas no Litoral do Piauí; IMAGEM FORTE!

Segundo o Instituto Tartarugas do Delta, o laudo confirmou que em duas tartarugas foram encontradas a presença de conteúdo escuro e manchas escuras na mucosa intestinal, sugestivo de óleo.
Instituto Tartaruga do Delta confirma presença de oléo em tartarugas encontradas mortas no Piauí — Foto: Divulgação/Instituto Tartaruga do Delta
Uma necropsia realizada pelo Instituto Tartarugas do Delta confirmou a presença de óleo em dois animais que foram encontrados mortos no Litoral do Piauí. O resultado foi divulgado na manhã desta terça-feira (16). Até o momento, 11 tartarugas foram achadas mortas no Litoral do estado nos últimos cinco dias. As manchas de óleo já atingiram sete praias do litoral piauiense.
Segundo o Instituto, o laudo confirmou que em duas tartarugas foram encontradas a presença de conteúdo escuro e manchas escuras na mucosa intestinal, sugestivo de óleo.
Até o início da tarde de segunda- feira (15) eram oito o número de tartarugas encontradas mortas, mas outros três animais foram encontrados mortos em Luís Correia. As tartarugas morta foram encontradas nas praias da Pedra do Sal em Parnaíba, e Praia Peito de Moça, em Luís Correia.
A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e o Instituto Tartarugas do Delta descartavam a ligação dessas mortes com as manchas de óleo nessa segunda-feira. O instituto Tartarugas do Delta explicou que neste período de maré alta é comum encontrar animais mortos nas praias, mas, agora pela manhã, o próprio Instituto divulgou o laudo do exame dos corpos de algumas tartarugas que foram levados para análise. Das três tartarugas examinadas, duas têm resultados que indicam a presença de óleo no intestino.
Óleo no Piauí
Segundo a Capitania dos Portos do Piauí (CPPI), as primeiras manchas foram encontradas no dia 27 de setembro na Praia do Arrombado, em Luís Correia. Foram registradas ocorrências nas praias: do Arrombado, Coqueiro, Itaqui, Peito de Moça, Porto da Lama e Atalaia, no município de Luís Correia; e Pedra do Sal, na cidade de Parnaíba.
Fonte: G1/PI