segunda-feira, novembro 18, 2019

“Eu não participei desse assalto!” alega jovem acusado de dar fuga a assaltante em Parnaíba

O jovem Paulo dos Santos acusado de dar fuga a assaltante dá sua versão sobre seu envolvimento no caso do assalto a um espetinho no Bairro São José onde um dos assaltes foi baleado e morto e outro sai ferido na coxa.
Paulo dos Santos foi preso pela PM acusado de participar do assalto no Espetinho do Chico Pinto, Bairro São José, em Parnaíba na mesma noite de quinta-feira, 14, mas alega inocência.
De acordo com sua versão, Paulo somente ajudou o acusado por ele ser seu amigo, mas que não sabia que ele estava fugindo baleado de um assalto.
Mesmo sem que o Sr. Paulo dos Santos tenha procurado o Jornal da Parnaíba para dar a sua versão, nos sentimos na obrigação de fazer a publicação de sua de sua versão. (REVEJA MATÉRIA)
Declaração de Paulo dos Santos publicada nas redes sociais:
“EU NÃO PARTICIPEI DESSE ASSALTO!!!Entenda o casono último dia 14/11 por volta das 23Hr20 aconteceu uma tentativa de assalto no bairro São José em Parnaíba-PI, onde um homem foi morto e o outro baleado!Minha " Participação " nesse assalto!quando tudo aconteceu eu estava na praça José Narciso localizada no bairro São José, eu e mais ou menos umas 7 pessoas, quando escutamos tiros, no mínimo foram uns 5 tiros, depois disso, todo mundo que estava na praça correu em direção ao acontecido e como eu estava com a minha moto uma CRYPTON BRANCA eu subi nela e fui também em direção ao ocorrido, quando vejo uma pessoa correndo, ao me aproximar eu percebi q conhecia a tal pessoa, e sim é conhecido meu não é de hoje, eu vendo ele desesperado nem perguntei oque tinha acontecido, e ele só me pediu um " adianto "levei ele coisa de dois quarteirões a frente, foi tudo muito rápido, deixei ele e voltei pra saber oque o que realmente tinha acontecido, quando eu chego no espetinho (local do acontecido) eu me deparo com o Natan deitado todo ensanguentado, e sim eu também o conhecia era meu amigo de infância que estava ali naquela situação! meu " erro " nessa história toda foi ter dado carona pra um dos suspeitos, mais como eu disse, eu não sabia de nada, mais eu o conhecia, por isso dei carona sem perguntar oque tinha acontecido!" eu não sou ninguém pra julgar as ações de ninguém, cada um faz oque quer, e se eu tivesse conhecimento de tudo eu com certeza teria tentado evitar, quem me conhece sabe e sabe que eu nunca precisei disso, e sempre dei conselhos pra ele sair dessa vida, essa vida maldita que tirou ele de mim...


"Logo em seguida voltamos todos pra praças José Narciso, logo em seguida chegou a polícia(tático), enquadrou todo mundo e começou a fazer perguntas, viram minha moto lá, perguntaram de quem era, eu me acusei como dono, logo eles começaram a falar que terceiras pessoas viram eu dando fuga pra um dos suspeitos, começaram a falar que eu era um dos assaltantes, mesmo não encontrando nada de ilícito comigo em é levaram pra Central de flagrantes para averiguação onde permaneci até o outro dia, fui liberado por falta de provas, e ninguém me reconheceu como o 3 assaltante até aí " tudo bem " eu tenho como provar que eu não estava lá na hora do ocorrido, tenho como provar que passei a noite toda na praça até o acontecido infelizmente acontecer, e pelo oque eu fiquei sabendo, não foi provado nada contra mim, mais mesmo assim está saindo nos blogs( pra ser mais específico o Blog JORNAL DA PARNAÍBA) que eu sou o terceiro assaltante, que a minha moto era roubada e o pior, que as armas usadas na tentativa de assalto foram encontradas comigo, como vocês podem ver na imagem abaixo, não foi encontrado nada comigo, eu só estava com a minha carteira, meu celular e a chave da moto, agora estou pegando culpa por uma coisa que eu não fiz!agora eu, meus pais e parentes estamos passando pelo constrangimento de ver minha foto nos jornais de Parnaíba como sendo o 3 assaltante da tentativa de assalto no Espetinho Chico Pinto
Meu nome é Paulo dos Santos, tenho 21 anos de idade um emprego free lance e nunca precisei me envolver com nada de errado pra ter minhas coisas, quem poder me ajudar por favor eu peço e agradeço de coração por toda ajuda q vocês poderão me dar nesse momento! EU NÃO SOU ASSALTANTE!!!”
Por José Wilson | Jornal da Parnaíba