sexta-feira, novembro 29, 2019

No Piauí, Operação "Guerra contra o Tráfico" prende dois PMs suspeitos de extorquir traficantes

Os dois PMs presos na operação "Guerra contra o Tráfico" são suspeitos de extorquirem traficantes para que a droga encontrada em bocas de fumo na região do Dirceu não fosse apreendida. Segundo o delegado Odilo Sena, titular do 21º DP, o mesmo aconteceria com armas encontradas em pontos de comercialização de entorpecentes que seriam negociadas pelos dois policiais militares, ambos cabos e com mais de 20 anos na corporação. 
"Eles faziam as abordagens e ficavam com o material seja dos próprios traficantes ou de produtos que eles roubavam de cidadãos. Celulares, dinheiro e outros eram arrecadados por eles que não prestavam conta como é o feitio de todo policial. Isso acontecia costumeiramente também quando era apreendido droga. Era uma relação de amor e ódio com os traficantes. Não é que que os traficantes queriam pagar de boa vontade, mas eram constrangidos ou senão eram presos", disse o delegado que comanda as investigações.
As investigações apontaram ainda que operações policiais falharam após o vazamento de informações pelos PMs.
"Operação eram falhadas porque esses policiais tinham informações privilegiadas. A maioria das vezes, eles ainda agiam fardados", reitera o delegado. 
Além dos dois cabos, mais dois militares e três civis foram citados durante a fase de investigação. 
Os PMs- que não tiveram os nomes revelados- estão presos preventivamente na Corregedoria da PM. 
"Os policiais estão sob custódia da Corregedoria e todos os procedimentos serão adotados. Eles já vinham sendo investigados e não é surpresa para nós a conduta desses PMs", disse o major Wilton Sousa, comandante do 8º BPM. 

Matéria original
Dois policiais militares do Piauí foram presos durante operação Largitio que tem relação com o tráfico de drogas. Os PMs eram lotados no 8° Batalhão, no bairro Dirceu Arcoverde, em Teresina.
Os militares foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva. Policiais do 8º Batalhão e também da Corregedoria da Polícia Militar participaram da operação. 
Os presos ainda não tiveram os nomes divulgados. Às 10h30 está prevista coletiva de imprensa na Delegacia Geral de Polícia Civil, em Teresina.
Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com