sexta-feira, novembro 01, 2019

Sem estrutura, Uespi de Parnaíba não ofertará vagas para os cursos de Direito e Letras/Inglês

Estudantes de Parnaíba que estão se estudando para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com a finalidade de disputarem uma vaga no curso de Direito e Letras/Inglês da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) – campus de Parnaíba, foram pegos de surpresa com uma circular da instituição informando que este ano o curso não será ofertado no litoral.
A notícia caiu como uma bomba na cabeça de inúmeros jovens de Parnaíba e região que durante o ano inteiro se prepararam para o referido curso, já tradicional na cidade. Atônitos, alguns cidadãos pediram auxílio ao vereador Carlson Pessoa (Cidadania), quanto a questão que coloca em risco o futuro de vários jovens de Parnaíba e cidades vizinhas.
“Isso deveria ser matéria de uma audiência pública. É um absurdo o que fizeram com os estudantes. Agora quem não tem dinheiro para pagar o curso em uma universidade particular daqui e nem tampouco tem recursos para se manter em outra cidade, terá que enterrar o sonho de ser advogado”, protesta um leitor.
O curso de Direito da Uespi de Parnaíba foi implantando na época em que Mão Santa era governador, quando ilustres advogados se formaram no litoral. Entretanto, os gestores que o sucederam não deram a devida manutenção, sendo que até o prédio Miranda Osório, onde ocorriam as aulas, foi fechado devido a condições mínimas de funcionamento. Realocado para as dependências do campus da Uespi, na Avenida Nossa Senhora de Fátima, o descaso continuou, chegando a atual situação calamitosa.
Por Luzia Paula