segunda-feira, fevereiro 10, 2020

No Piauí, jogo termina com confusão, balas de borracha e torcedores detidos

O jogo entre River e América-RN, pela terceira rodada da Copa do Nordeste, terminou com confusão entre torcedores no estádio Albertão, em Teresina (PI). A partida na noite deste domingo (9) foi vencida pelo time potiguar por 3 a 2.
No tumulto, ocorrido no segundo tempo de partida, balas de borracha foram disparadas em direção ao setor de cadeiras, e torcedores foram detidos pela Polícia Militar. Alguns ficaram feridos.
A primeira confusão começou no início do segundo tempo, com o terceiro gol do América. Torcedores do time potiguar soltaram rojões, que são proibidos nos estádios, no setor de arquibancada especial.
Depois disso, pelo menos três policiais foram ao setor fazer a divisão entre as torcidas dos dois times, o que não havia no início do jogo, e parte dos torcedores visitantes foram retirados do local.
No fim do jogo, um confronto entre torcedores do River e integrantes da Mecão Beer e Máfia Vermelha aconteceu no setor de cadeiras. Policiais saíram do gramado para a arquibancada especial e começaram a atirar balas de borracha para dispersar a briga. Quem estava por perto, tomou conta do gramado para fugir do tumulto. Era possível ver crianças chorando no meio da correria.
Pelo menos três torcedores do América saltaram para a arquibancada especial, todos sem camisa – um deles com uma barra de ferro na mão e outro com ferimento no rosto. Eles foram orientados por integrantes da delegação do América a descer pelo túnel do vestiário do time visitante.
Do lado de fora, policiais militares renderam pelo menos três torcedores detidos – os que desceram pelo vestiário do América.
O atacante Romário, autor do segundo gol do River, lamentou o episódio e relatou que sua filha ficou assustada com a confusão. “Cheguei no vestiário, minha esposa chorando com a minha filha. Cenas lamentáveis, muito triste. Não tenho o que comentar.”
Fonte: Cidade Verde