terça-feira, março 10, 2020

Ciro Nogueira diz que empresários não têm confiança para investir no Piauí

                                             Foto: Lucas Dias
O senador Ciro Nogueira, disse durante entrevista ao GP1 nesta terça-feira (10), que grupos empresariais deixaram de investir no Piauí porque não encontraram no Palácio de Karnak “uma pessoa capaz de representar bem o Estado”.
“O Piauí no passado já perdeu diversos investimentos, não vou citar nomes, mas de grupos empresariais que vieram ao Piauí e chegaram ali no Palácio de Karnak e não viram uma pessoa capaz para representar bem esse Estado, capaz de atrair esses investimentos e confiança”, disparou Ciro.
Embora tenha evitado citar nomes ao se tratar de governos anteriores, Wellington Dias (PT) está em seu quarto mandato como governador do Piauí. Nos bastidores da política local circula a informação de que o senador já rompeu com o governador Wellington Dias (PT) e os dois deverão estar em lados opostos nas eleições de 2020.
Comparação
Ciro aproveitou a oportunidade para enaltecer a gestão municipal e compará-la com a estadual. O senador comentou sobre uma conversa que teve com um empresário do ramo imobiliário, que segundo Ciro, estava com medo de que candidatos ligados ao Palácio de Karnak cheguem ao poder em Teresina. “Eu recebi outro dia um dos maiores fundos do mundo que faz investimento na área imobiliária, preocupado com a situação política de Teresina. Eles mandaram fazer uma pesquisa e o candidato do prefeito, ainda não está escolhido, mas estava lá em baixo. E eles não viram a menor condição dos outros nomes administrarem uma cidade da forma como está sendo feita em Teresina. Fui explicar a situação política e fui dizer, ‘olha gente quando o Firmino foi ser candidato da primeira vez ele tinha um percentual acho que 1,2%. Quando o Sílvio Mendes foi ser candidato ele tinha 1,2%’. Essas pessoas disseram ‘olha senador se esse grupo continuar podem ter certeza que nós vamos fazer grandes investimentos na nossa capital Teresina’”, finalizou o senador.
Fonte: GP1