quinta-feira, agosto 20, 2020

Acidentes com pipas provocaram 771 interrupções do fornecimento de energia no Piauí

Em 2020, já foram registrados 771 casos de interrupção do fornecimento de energia devido a acidentes com pipa no Piauí — Foto: Divulgação Equatorial Piauí
Em 2020, já foram registrados 771 casos de interrupção do fornecimento de energia devido a acidentes com pipa no Piauí. Desse total, 467 casos aconteceram em Teresina, segundo a Equatorial Piauí, concessionária de energia que atende a capital e cidades do interior do estado.
Com as aulas seguindo de forma remota e, em alguns casos, suspensas, o número de crianças empinando pipas aumentou consideravelmente no estado, segundo a concessionária, o que exige cuidados para evitar acidentes com a rede de energia elétrica que podem ser fatais.
Em 2020, já foram registrados 771 casos de interrupção do fornecimento de energia devido a acidentes com pipa no Piauí — Foto: Reprodução Equatorial Piauí.
De acordo com Raimundo Conde, gerente do Centro de Operações da Equatorial Piauí, caso a pipa enrosque em estruturas elétricas ou em outro ponto que esteja próximo da rede, a recomendação é nunca tentar fazer o resgate.
"Além de interromper o fornecimento de energia elétrica, que podem atingir inclusive serviços essenciais indispensáveis nesse período de pandemia, os curtos-circuitos provocados pelas pipas podem provocar danos em equipamentos elétricos e acidentes fatais, visto que o curto-circuito pode provocar a queda de condutores energizados atingindo o brincante ou pessoas que estejam transitando pela área atingida na interrupção. Durante essa semana, já registramos casos de interrupção do fornecimento por pipa no bairro Dirceu II, Zona Sudeste da capital, afetando quase sete mil unidades consumidoras”, explicou.

Cuidados ao soltar pipas
Solte pipa em locais afastados da rede elétrica, campos abertos ou parques, evitando brincar perto de antenas, fios telefônicos ou cabos elétricos;
Não utilize linhas metálicas, cerol, linha “chilena” ou papel alumínio na confecção da pipa, pois podem provocar curtos-circuitos e colocam em risco a vida de quem brinca e de pessoas que circulam pelo local;
Evite soltar pipas em canteiros centrais das ruas e locais em que existe fluxo de veículos e não utilize “rabiolas”, pois elas podem enroscar nos fios elétricos, ocasionando choque elétrico;
Se a pipa cair em uma árvore que esteja em contato com a rede elétrica ou esteja entrelaçada aos fios de energia, não tente retirar, pois o movimento dos galhos pode provocar curto-circuito;
Quando a linha encostar na rede elétrica, nunca tente desprender, especialmente com uso de canos, barras metálicas, vergalhões ou bambu, pois esses materiais são condutores;
Não brinque com pipas em dias chuvosos ou nublados, principalmente se houver relâmpagos. A pipa pode funcionar como condutor de energia, podendo atingir quem está empinando a pipa.
Em caso de ocorrências que envolvam a rede de energia, a população deve acionar a Equatorial pelo telefone 0800 086 0800, que funciona 24 horas e recebe ligação gratuita de todas as operadoras.
Fonte: G1/PI