domingo, agosto 16, 2020

No Piauí, suspeito de engravidar sobrinha com síndrome de Down é identificado e preso

                                               Foto: Portal V1
Um tio foi indiciado por estupro de vulnerável contra a própria sobrinha que é portadora de sindrome de Down e engravidou em decorrência da violência sexual. O crime ocorreu ainda é 2017 na cidade de Valença, no interior do Piauí, mas o resultado do exame de DNA só foi possível agora devido à falta de um instituto de DNA Forense (IDNA) o Piauí que teve o primeiro laboratório inaugurado no fim do ano passado. 
O delegado regional de Maycon Braga explica a dificuldade em elucidar o caso devido as limitações da vítima e a falta de um laboratório no estado à época do crime. 
"A vítima tem síndrome de down, outros problemas associados e, inclusive, não fala. Era um crime que ia passar despercebido devido a isso. A mãe noticiou quando percebeu que a filha estava grávida e havia dois suspeitos: o padrasto e o marido de uma tia. Com a investigação, não conseguimos saber quem era o suspeito e pedimos à Justiça o exame de DNA. O juiz decretou que fosse feito o exame, mas no Piauí não havia laboratório e esse resultado só foi possível agora, atestando que o marido da tia é o autor do crime. Foi o primeiro caso em Valença que precisamos do laboratório e o caso foi resolvido", explica o delegado. 
Vítima e a criança- que não tem síndrome de Down- estão bem.
O suspeito- que não teve o nome divulgado- foi indiciado por estupro de vulnerável e preso esta semana ema casa. O inquérito policial foi concluído e remetido à Justiça. 
Informações Cidade Verde