quarta-feira, setembro 30, 2020

Polícia já localiza 7 suspeitos de fraudes em precatórios no Piauí e Ceará

                                            Foto: Divulgação/Polícia Civil 
Sete pessoas já foram presas nesta quarta-feira (30), durante a terceira fase da operação Precatórios,deflagrada pela Polícia Civil do Piauí e que cumpre mandados em Fortaleza e região metropolitana. 
De acordo com Delegado Matheus Zanatta, um dos alvos presos hoje já havia sido preso pela Polícia Federal, acusado de operar um esquema de fraudes que ultrapassou a R$ 7 milhões. Ainda de acordo com o delegado, o suspeito preso frequentava ambientes sociais de alta classe em Fortaleza.
Até o momento, quatro veículos de luxo também foram apreendidos. 
As equipes da Polícia Civil do Piauí continuam em campo com objetivo de cumprir os demais mandados de prisão e busca e apreensão que fazem parte da Operação Precatórios. 
A Polícia Civil do Piauí deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (30) a terceira fase da Operação Precatórios, que investiga golpes em série praticados por criminosos que se passam por desembargadores e entram em contato com as vítimas passando informações falsas sobre o recebimento de precatórios.
Na nova fase, estão sendo cumpridos 23 mandados de busca e apreensão e 12 mandados de prisão. 
De acordo com o Delegado Matheus Zanatta, Gerente de Polícia Especializada, o foco dessa fase é prender o alto escalão da organização criminosa.
“Nessa fase o foco é o alto escalão da organização criminosa, bem como atacar o patrimônio desse grupo criminoso que lesou dezenas de vítimas em todo o País. Essas pessoas presas hoje são as que ficavam com maior percentagem do dinheiro arrecadado com os golpes”, explica o Delegado Matheus Zanatta.
Ainda de acordo com o delegado, foram apreendidos diversos veículos de luxo na manhã desta quarta-feira (30). "Também estamos atacando o patrimônio dessa organização criminosa com a apreensão de veículos", afirmou. 
De acordo com o delegado, todos os mandados foram cumpridos no Estado do Ceará, por policiais lotados na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, Gerência de Polícia Especializada e Núcleo de Inteligência da SSP, com apoio da polícia civil cearense.
Para a continuidade dessa Operação Precatórios contribuíram com informações as Polícias Civis dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina.
Outras fases
A primeira fase da operação Precatório foi realizada em março deste ano, e resultou no cumprimento de mandados de busca e apreensão no Ceará e no Distrito Federal. 
"Nessas três fases, temos aproximadamente 35 mandados de prisão cumpridos e vítimas em mais de 15 estados", contou o delegado Matheus Zanatta.
Fonte: Cidade Verde