quinta-feira, outubro 29, 2020

Opinião: Quem vai vender o voto?

Muito se ouve falar que existem vereadores em Parnaíba que sempre compraram votos em eleições. Por isso alguns deles já conquistaram mais de 6 mandatos consecutivos. Mas, mesmo com muitas pessoas afirmando que ganharam dinheiro pra votar em eleições passadas, ninguém nunca denunciou ninguém, razão pela qual nunca vereador foi cassado por haver comprado votos.
Este ano, com uma eleição dificílima, já existem especulações de que alguns vereadores vão ser reeleitos porque vão de novo comprar votos. E que vereador tal nem está gastando sola de sapato, como faz a maioria. Isso “porque no dia ele sabe onde estão seus eleitores e como conqui$tá-lo$”.
É bandido o candidato que compra votos. Ele pratica um crime quando faz isso. E o eleitor? Não é igualmente criminoso e bandido? Os grandes delitos são praticados a partir dos pequenos. E vender voto não chega a ser só um pequeno delito. O candidato safado compra o voto e ainda sai se pabulando pelo feito praticado. E o abestado do eleitor recebe a mixaria que é gasta em poucos dias, enquanto o candidato, se eleito, vai ter 4 anos para usufruir de um gordo salário e várias mordomias.
Portanto, você que já vendeu votos e está se preparando para repedir a dose, será que vale à pena? Você vai ajudar eleger um bandido? E depois, vai reclamar do quê e pra quem??? É preciso dar um basta nesta safadeza, ajudando a justiça eleitoral, denunciando os salafrários.
Não seja você a colaborar com o candidato que vai para o sétimo, oitavo ou nono mandato, que nem sempre o honrou adequadamente, e ainda quer posar de homem público decente, de muito serviço prestado à população. Diz que tem serviço prestado mas não mostra o serviço. Chega de mentiras e demagogia!!!
Nada vai mudar se eleitor que vende votos repetir este ano o que fez na eleição passada. Não seja você a contribuir com a eleição imoral de corruptos, que não pensam na população e muito menos da cidade. Preocupam-se apenas com o que vão ganhar financeiramente e com tudo que poderão usufruir do mandato em benefício da família, dos amigos e dos aderentes DELE.
(Por: Bernardo Silva)