sábado, outubro 17, 2020

Polícia do Piauí deflagra operação contra suspeitos de ordenar homicídios de dentro de penitenciárias

                                                Foto: Gilcilene Araújo/G1
A Polícia Civil do Piauí deflagrou nesta sexta-feira (16) a operação Contraordem, para prender suspeitos de participarem de uma organização criminosa. Os suspeitos, que estão presos, teriam dado ordens para pessoas que estão em liberdade cometer crimes como homicídios e tráfico de drogas. As pessoas que teriam executado essas ordens também devem ser presas.
Segundo o delegado Júlio Castro, coordenador do Divisão de Operações Especiais (DOE), todos os alvos da operação são pessoas ligadas à facção Primeiro Comando da Capital (PCC).
Os policiais buscavam cumprir 29 mandados de prisão preventiva, a maioria deles referente a crimes de homicídio. As prisões aconteceram em Teresina, Floriano, Campo Maior, São João do Piauí e em Mossoró, no Rio Grande do Norte.
Ao todo, 23 mandados foram cumpridos, entre pessoas que estavam em liberdade e alvos que estavam presos. Entre os crimes que estão sendo investigados, está o assassinato de dois homens que foram decapitados em Teresina.
Segundo o delegado Júlio, os dois rapazes foram mortos em um "tribunal do crime". As vítimas foram identificadas como Tiago Anderson Alves Rocha, de 31 anos e João Victor Valadão Santos, de 21 anos.
De acordo com a polícia, os rapazes eram amigos e moravam no bairro Matinha, na Zona Norte da capital. Os corpos foram encontrados no dia 17 de junho às margens da Avenida Josué de Moura Santos, próximo ao Rio Poti, na altura do bairro Monte Verde, Zona Norte da cidade.
Fonte: G1/PI