quarta-feira, novembro 18, 2020

Superintendente da Polícia Federal confirma presença e atuação de facções no Piauí

O Piauí é rota de passagem para o tráfico de drogas no país. A afirmação foi feita na manhã desta terça-feira(17) pela superintendente da Polícia Federal, delegada Mariana Paranhos Calderon, durante a apresentação do balanço de ações realizadas nos últimos meses. Ela também confirmou a presença de facções criminosas atuando no Estado.
“A Polícia Federal no Piauí trabalha com o mesmo foco da Polícia Federal nacional, que é a descapitalização do crime organizado. Realmente, nós temos quadrilhas de traficantes de entorpecentes no Piauí, como Estado de passagem. Realmente percebemos a presença de facções criminosas migrando de estudos vizinhos para o Piauí. O foco da Polícia Federal do Piauí não é só a apreensão de drogas, mas a descapitalização desses traficantes”, disse.
Ainda de acordo com a superintendente, as organizações criminosas estão cada vez mais capacitadas, utilizando inclusive a tecnologia para agilizar as suas ações.
“A tecnologia evolui para todos. A Polícia Federal trabalha com criminosos de alto poder aquisitivo, com acesso a meios de comunicação, meios tecnológicos. Esse é o nosso desafio diário. Nós temos que estar sempre um passo a frente para conseguir coibir esse tipo de criminalidade mais complexa. então, a gente tem que evoluir mais e mais rápido”, explicou a superintendente.

O balanço divulgado nesta terça, que marca as comemorações pelo Dia do Polícia Federal, mostra que entre 2019 e outubro de 2020, a Polícia Federal realizou no Piauí 61 operações e 119 prisões. Também foram instaurados 1308 inquéritos, que resultaram no indiciamento de 814 pessoas, pelos mais diversos crimes.
Também foram apreendidos mais de R$ 14 milhões em bens e patrimônio de organizações criminosas.
A PF estima que, através das ações realizadas no período, as organizações criminosas que atuam no Piauí deixaram de causar um prejuízo de mais R$ 278 milhões aos cofres públicos.
Eleições 
Durante a apresentação, a Superintendente da Polícia Federal no Piauí também destacou a participação da instituição no primeiro turno das eleições municipais realizado no último domingo(15). De acordo com ela, a PF esteve presente em 17 zonas eleitorais e cerca de 35 municípios do Estado. Além disso, os policiais federais também participaram da capacitação das outras forças de segurança do Estado que atuaram no processo.
Covid-19
Mariana Paranhos Calderon também fez um balanço das operações realizadas nos últimos meses para fiscalizar a aplicação de recursos destinados à Covid-19 por gestores piauienses. “Montamos um grupo especializado só para análise e tratamento desses recursos. Esse grupo foi capacitado especificamente para verbas Covid e foi em decorrência desse preparo que conseguimos realizar as ações”, explicou a superintendente, ao explicar que o trabalho deve continuar sendo realizado.
Nova Sede
Ainda durante a apresentação, a superintendente anunciou a construção de uma nova sede para a Polícia Federal no Piauí. O prédio será construído em um terreno de 70 mil metros quadrados, localizado na Avenida presidente Kennedy, que foi cedido pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). A previsão é que a obra seja concluída até 2023.
Fonte: Cidade Verde