quinta-feira, março 11, 2021

Empresário é preso por envolvimento em furto de cabos da Equatorial Piauí

A Polícia Civil do Piauí deflagrou, nesta terça-feira (09), a Operação Torres do Norte que resultou na prisão de quatro pessoas, em Buriti dos Lopes, acusadas de furto e receptação de cabos e estruturas metálicas da rede de distribuição da Equatorial Piauí, na região Norte do estado. Na ação, foram apreendidas 6 toneladas de cabos de cobre e estruturas de alumínio e aço.
Os presos estão envolvidos na queda de duas torres metálicas da linha de distribuição de 69 KV que interliga as subestações de Piracuruca e Caraúbas, interrompendo o fornecimento de energia por quase 24 horas em 8 municípios da região, prejudicando 19 mil clientes. O aconteceu no dia 2 de março deste ano.
Em entrevista ao GP1, nesta quarta-feira (10), a delegada Daniella Dinali, da Polícia Civil de Cocal, explicou que os furtos vêm acontecendo desde 2020. “Desde o ano passado vem havendo furtos de torres de eletricidade, e aí há uma semana e meia houve a quebra de uma torre, que estava eletrificada, então eles não conseguiram furtar, e isso acarretou a suspensão de energia dessa população que a torre atendia”, afirmou a delegada.
Ainda segundo ela, diante disso foram iniciadas as investigações. “As investigações foram iniciadas, e ontem nós conseguimos prender esses receptadores com aproximadamente seis toneladas de materiais referente as torres, que seriam alumínios e cabos”, disse.
Um dos presos é proprietário de uma metalúrgica em Buriti dos Lopes, onde eram utilizados os materiais oriundos do furto para fabricação de itens diversos para a comercialização no local.
Com os acusados, a polícia apreendeu cerca de 6 toneladas de cabos de cobre e estruturas de alumínio e aço, furtadas da rede de distribuição da Distribuidora na região, que foram recolhidos e levados para a perícia técnica.
Os presos foram encaminhados à Delegacia de Buriti dos Lopes e posteriormente transferidos para Parnaíba, onde poderão ser indiciados por furto e receptação qualificada.
GP1/PI