segunda-feira, março 22, 2021

Meninas de Teresina são obrigadas a abrir cova antes de serem mortas pelo tribunal do Crime em Timon; VÍDEO

Na manhã deste domingo, 21 de março, populares encontraram os corpos de duas jovens enterrados dentro de uma cova rasa em um morro no bairro Parque Aliança, na cidade de Timon. De acordo com informações do repórter Ivan Lima, da Rede Meio Norte, as adolescentes foram identificadas como Joyce Ellen, de 16 anos e Maria Eduarda, de 17 anos. Antes de serem assassinadas, as menores foram obrigadas a cavarem a própria sepultura. VEJA O VÍDEO:
Segundo testemunhas, as duas foram mortas a tiros e estavam enterradas na mesma cova. Profissionais do Corpo de Bombeiros e policiais militares desenterraram as adolescentes. O pai de uma das jovens registrou um boletim de ocorrência alegando o sumiço da filha por volta de 10h da manhã. A polícia confirmou que uma delas morava na Vila da Paz, na zona Sul de Teresina e a outra no bairro Risoleta Neves, na zona Norte. As duas jovens foram vistas pela última vez na noite de sábado (20). Os assassinos fotografaram Maria Eduarda e Joyce Ellen ainda vivas, em pé, dentro da sepultura fazendo o número quatro com os dedos. Em um vídeo gravado por uma mulher, as vítimas aparecem cavando a própria cova e falam sobre um possível crime anterior. A delegada Ingrid ouviu familiares e iniciou as investigações do caso.

 FACÇÕES NO CRIMINOSAS.
Segundo a polícia, os criminosos que cometeram as execuções pertencem a facção maranhense Bonde dos 40 e as vítimas são apontadas como tendo envolvimento com outra facção rival, o Primeiro Comando da Capital.
Fotos enviadas ao OitoMeia mostram as adolescentes bastante feridas e sendo obrigadas a fazerem o símbolo 4 com as mãos, simbolizando a facção que as capturaram e mataram.
Um vídeo conseguido com exclusividade pela reportagem mostra uma mulher mandando satisfação aos integrantes da facção maranhense e afirmando que fazia parte do PCC, mas foi punida e excluída e que por conta disso ficou revoltada e está pedindo para entrar no grupo criminoso rival.
“Satisfação a todos os irmão da família do Bonde dos 40. Eu vim hoje aqui através desse vídeo me redimir e pedir uma oportunidade a todos os irmãos e irmãs para mim fechar junto com vocês. Eu fui excluída do PCC, peguei uma punição e por conta disso fiquei muito revoltada e hoje estou aqui pedindo a oportunidade para fechar com vocês e se precisar de alguma coisa estamos aqui para resolver a qualquer hora”, fala a mulher no vídeo.
Informações Fala Piauí