quinta-feira, março 25, 2021

Presidente da Câmara é acusado de cortar microfone de vereadores da base aliada do prefeito de Cajueiro da Praia

Em Cajueiro da Praia, na manhã desta quinta-feira (25), uma sessão foi realizada para deliberar, discutir e votar um importante Projeto de Lei encaminhado pelo prefeito Felipe Ribeiro (PRB), para ratificação de protocolos de adesão ao Consórcio Público de Municípios, da Frente Nacional de Prefeitos, para compra de vacinas e insumos para o enfrentamento à pandemia da COVID-19. A sessão foi presidida pelo vereador Laguinho (PP), homem de confiança e braço direito do ex-prefeito Girvaldo Albuquerque. 
Print do grupo de Cajueiro da Praia
Informações dão conta que durante a sessão extraordinaria, os vereadores Denis Pescados (PP), Luciano do Sérgio (PRB), Dedeu do Isaac 
(PRB), e João Pedro (PRB), tentaram questionar a postura do presidente, momento em que foi cortado o áudio do microfone dos citados vereadores. Laguinho estaria ressentido por causa de uma polêmica envolvendo seu nome nas redes sociais, por conta do impasse entre ele o atual prefeito, que terminou atrasando a votação do citado projeto de lei. Mesmo com a sessão tumultuada o projeto foi votado por maioria dos vereadores presentes.  (REVEJA MATÉRIA).
RANÇO: Laguinho mal terminou a sessão e já viu seu nome envolvido em nova polêmica nas redes sociais. Uma eleitora do município usou um grupo de wathsapp para questionar o parlamentar: "Vereador Laguinho você não é dono da Câmara Municipal para impedir os colegas de se pronunciar, e por ser presidente não o torna maior ou melhor que ninguém", disse a eleitora, (veja o print). Corre pela cidade o boato que Laguinho estaria tentando prejudicar a gestão municipal para satisfazer o ego do ex-prefeito Girvaldo Albuquerque.