segunda-feira, junho 28, 2021

Delegado desmente mãe mais uma vez e diz que advogada foi morta pelo irmão: VÍDEO

                                                Mãe e irmão de Izadora
O delegado Baretta, coordenador do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) disse que, segundo as investigações, o jornalista João Paulo assassinou a própria irmã, a advogada Izadora Mourão, no dia 13 de fevereiro, em Pedro II.
LEIA TAMBÉM
                                Izadora foi assassinada com 11 facadas
A declaração se deu após a advogada dos acusados afirmar que a mãe da vítima, Dona Maria Nerci, assumiu o assassinato. Em entrevista à TV Meio Norte, Baretta afirmou que os 11 golpes desferidos coloca o autor material, aquele que executa o crime, Paulo, auxiliado pela mãe.
                                           Simulação digital do crime
Essa não é a primeira vez que Dona Maria Nerci dá declarações contraditórias. Logo após o crime, ele havia dito que uma mulher foi à casa e assassinou sua filha. Baretta diz que toda a dinâmica do crime aponta João Paulo como autor, inclusive as manchas de sangue encontradas no vestido dela, mesmo após lavado, aponta respingo distantes.
Possivelmente, a intenção é por a culpa em Dona Nerci para que ela tenha uma progressão de pena. Uma herança avaliada em R$ 4 milhões teria motivado o assassinato. Anteriormente, a vítima teria dito que não queria a sua parte, mas posteriormente a reivindicou, causando furor nos acusado do crime.
Assista ao vídeo da entrevista:
                                         Informações 180 Graus