terça-feira, junho 08, 2021

PRF prende condutor do Astra que atropelou e matou uma pessoa durante acidente na BR-343 em Luís Correia - PI

O homem de 39 anos, que conduzia o veículo GM/ASTRA HB 4P ADVANTAGE, envolveu-se em um acidente tipo Colisão com Objeto Fixo resultando na morte de um homem de idade ainda não definida e lesionando gravemente mais dois homens de 72 e 37 anos que estavam na condição de passageiros do veículo. O teste de alcoolemia indicou 1,02 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.
Policiais Rodoviários Federais efetuaram, na noite de sábado (05), a prisão de um homem de 39 anos pelo crime de Conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool e Homicídio Doloso. A ação foi desencadeada na rodovia BR 343 na cidade de Luís Correia/PI.
Os policiais foram acionados para o atendimento de um acidente com vítimas. No local, o homem que conduzia o veículo GM/ASTRA HB 4P ADVANTAGE havia colidido em um muro após perder o controle. Os policiais verificaram que o condutor apresentava sinais de ingestão de bebida alcoólica e realizaram o teste de alcoolemia, resultando em 1,02 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões, portanto 25 vezes maior que o limite permitido. Tal dosagem corresponde também a três vezes o limite previsto ( 0,33 mg/L) para que, a partir daí, se configure o crime de embriaguez previsto no Artigo 306 do CTB.
Foi detectado que o condutor perdeu o controle por estar sob efeito de álcool. O acidente vitimou fatalmente um homem de idade ainda não definida e mais dois homens de 72 e 37 anos que se lesionaram gravemente. Todas as vítimas estavam na condição de passageiros do veículo e foram encaminhadas pelo SAMU para o Hospital Regional de Parnaíba/PI.
Diante dessa situação, os policiais conduziram o homem e o veículo até à Central de Flagrantes na cidade de Parnaíba/PI para os procedimentos necessários. Ele responderá pelos crimes de Conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool e Homicídio Doloso.
Fonte: NUCOM / PRF