sexta-feira, setembro 03, 2021

Justiça marca julgamento de acusado de matar policial militar no Piauí

A juíza Nilcimar Rodrigues de Araújo Carvalho, da 5ª Vara da Comarca de Picos, marcou para o dia 9 de dezembro deste ano, às 9h30, o Júri Popular de Wagner Bezerra Lima acusado de matar o policial militar do Piauí, Daniel Marcos Ferreira da Silva, na cidade de Paquetá, em 11 de maio de 2017.
A juíza marcou ainda para o dia 07 de outubro de 2021, às 10 horas, o sorteio dos 35 jurados e 15 suplentes, no Fórum de Picos, e determinou a intimação do réu, seu advogado, o representante do Ministério Público e o assistente de acusação, se houver.
Ministério Público do Estado o Piauí e recebida pela juíza, foi apurado nos autos que Wagner Bezerra, após fugir do município de Picos, por ter cometido um homicídio, chegou a Paquetá, com objetivo de procurar carona para fugir.
Diante da atitude suspeita do acusado, a vítima, policial militar, que exercia suas funções junto ao GPM de Paquetá, o conduziu até a sede da Polícia Militar, onde pretendia realizar uma revista pessoal. Contudo, o acusado negou-se em ser revistado e adentrou em um dos cômodos do imóvel. Ao seguir o denunciado, o policial foi surpreendido e, logo depois, desarmado e alvejado com vários disparos de arma de fogo, oriundos do revólver calibre 32, que o acusado portava, assim como de sua própria pistola calibre .40mm.
Antes de empreender fuga, o acusado subtraiu a pistola pertencente ao policial militar. Após ser capturado, constatou-se que o denunciado portava, sem autorização: a) uma pistola, marca Taurus, calibre .40, cor preta, com 04 (quatro) munições não deflagradas .40 e um carregador; b) um revólver, marca Taurus, calibre .32, cano médio, com cabo plástico, cor preta, com 04 (quatro) munições não deflagradas calibre .32.
Fonte: GP1