quinta-feira, setembro 16, 2021

Prefeito Mão Santa solicita apoio da Força Nacional contra onda de violência em Parnaíba

O prefeito Francisco de Assis de Moraes Souza, Mão Santa, convocou em caráter de urgência, na manhã desta quinta-feira (16), uma reunião com os representantes das forças de segurança em Parnaíba (Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil), o presidente da Câmara Municipal de Parnaíba, o procurador geral do município de Parnaíba e, secretários municipais, para discutir uma solução contra a crescente onda de violência e assassinatos na cidade de Parnaíba.
Após ouvir por mais de duas horas, as problemáticas enfrentadas pela falta de aparelhamento das polícias civil e militar, o prefeito Mão Santa anunciou que irá solicitar do Governo Federal o envio de tropas da Força Nacional de Segurança Pública ao município.
“Nós travamos uma das mais difíceis lutas de todos os governos que aqui já passaram, que foi contra esse inimigo invisível chamado Coronavírus. Tivemos ajuda do presidente Bolsonaro, trabalhamos em conjunto com o governo do estado para abertura do hospital Nossa Senhora de Fátima e, apesar de muitas perdas, hoje nós estamos vencendo a guerra, mas, não podemos ter mais mortes, dessa vez causada pela criminalidade que se alastra pelas ruas de nossa cidade. Parnaíba sempre foi uma cidade segura, precisamos tomar uma atitude para que volte a ser”. Enfatizou o prefeito Mão Santa durante reunião.

Em consenso, o Delegado da Polícia Federal, Carlos Alberto, o Delegado da Polícia Civil, João Rodrigo Luna e Comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, Tenente Coronel Pacífico, declaram apoio à decisão do prefeito Mão Santa e do presidente da Câmara Municipal vereador Carlson Pessoa, em solicitar do Governo Federal o envio de homens da Força Nacional para atuar na cidade de Parnaíba em conjunto às demais forças de segurança no combate à criminalidade.
Ainda nesta tarde, foram encaminhados dois ofícios, um ao Presidente Jair Bolsonaro, e outro, ao ministro da justiça e segurança pública, Anderson Gustavo Torres, solicitando o envio da Força Nacional.
A Força Nacional foi criada através do Decreto nº 5.289, de 29 de novembro de 2004, sendo instituída para atuação nos estados e executar atividades de policiamento ostensivo, em casos de perturbação da ordem pública, segurança das pessoas e do patrimônio.
Texto/fotos:Ascom