terça-feira, setembro 21, 2021

Vaquinha tenta arrecadar R$ 210 mil para soldado suspeito de destruir viatura em acidente depois de ir a festa com mulheres

                                                        Foto: Reprodução
Uma vaquinha online está sendo realizada para ajudar o soldado Roberto Francisco Verdiano, da Polícia Militar do Piauí (PM-PI), a arrecadar R$ 210 mil. O valor, determinado pelo comando do 11º Batalhão da PM, é referente ao prejuízo por uma viatura destruída em acidente. O policial militar é suspeito de ter pego o veículo para ir a festa com mulheres durante serviço.
O g1 tentou contato com o soldado Verdiano, mas não obteve sucesso. O comandante do 11º BPM, Richarle França, que não quis se manifestar sobre o caso. A PM afirmou, em nota, que atua com rigor na apuração de quaisquer fatos que possam implicar quebra de conduta. Leia o comunicado ao fim da reportagem.
De acordo com a PM, Verdiano estava de serviço em São João do Piauí, no dia 17 de julho quando, por volta das 23h30, teria convidado cinco mulheres para ir a uma festa em Lagoa do Barro do Piauí.
No caminho, entre São João e Campo Alegre do Fidalgo, o grupo sofreu um acidente e capotou a viatura, que teve perda total. O veículo era alugado pela polícia e teria seguro contra acidentes.
O inquérito apurou que o policial estava de serviço, fazendo rondas na cidade, porém estava sem o fardamento militar e supostamente ingerindo bebida alcóolica, segundo depoimentos de testemunhas. No entanto, não houve comprovação de uso de álcool, por exame toxicológico.
Na época, o policial foi preso em flagrante, depois foi liberado e já retornou às suas atividades dentro da PM, mas em outra cidade. Ele ainda será notificado para uma audiência em busca de uma “solução amigável”.

A vaquinha foi aberta por José Alves do Nascimento Júnior neste mês e, até 9h da manhã desta terça-feira (21), teve o apoio de 71 pessoas, contabilizando R$ 2.175,00. A meta é conseguir os R$ 200 mil para ajudar a ressarcir os gastos com a viatura.
Leia a nota da PM na íntegra:
Acerca dos fatos, envolvendo Viatura da PM, a PMPI esclarece:
1. Que atua com rigor na apuração de quaisquer fatos que possam implicar quebra de conduta;
2. À época o Policial Militar, foi autuado em flagrante;
3. Concluiu-se o Inquérito Técnico, que apura as responsabilidades sobre o acidente, imputando o prejuízo a quem deu causa;
4. Ainda tramitam o processo penal militar e procedimento administrativo disciplinar;
Quartel do QCG, em Teresina, 21 de setembro de 2021.
Tiago Ribeiro - Maj PM
Subdiretor de comunicação da PMPI
Fonte: G1/PI