quarta-feira, janeiro 26, 2022

Murici dos Portelas terá eleição suplementar para prefeito e vice-prefeito em março

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí anunciou para o dia 13 de março a realização da eleição suplementar para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município vizinho de Murici dos Portelas.
O novo pleito acontece após o tribunal superior eleitoral (TSE) confirmar a cassação do mandado da prefeita Ana Lina de Carvalho Cunha Sales (PSD), em novembro de 2021 (foto acima). Segundo a ação impetrada pela oposição, ela não poderia se candidatar em 2020 por ainda ser, na época, esposa do então prefeito do município, Dr. Ricardo Sales. O caso em questão figuraria um 3° mandato do mesmo núcleo familiar.
A partir desta quarta (26) e até o dia 30 de janeiro, deverão ser realizadas as convenções partidárias para deliberar sobre a formação de coligações e para a escolha dos candidatos aos cargos majoritários de prefeito e vice-prefeito. Os candidatos cassados pelo TSE não poderão participar da nova eleição.
A solicitação do registro de candidatura deverá ser feita na 33ª Zona eleitoral, situada no vizinho município de Buriti dos Lopes. A propaganda eleitoral será permitida a partir de 5 de fevereiro de 2022. Ana Lina de Carvalho Cunha Sales, do PSD, prefeita eleita de Murici dos Portelas – PI, em 15 de novembro de 2021, em chapa com Zeca Tote como vice-prefeito, tiveram seus mandatos cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Após a cassação, o município passou a ser administrado de forma interina pelo Presidente da Câmara Municipal.
Fonte: PCN