domingo, maio 01, 2022

Peixe venenoso é encontrado na praia de Barra Grande em Cajueiro da Praia; VÍDEO

Acervo / APA Delta do Parnaíba
Um filhote de peixe-leão foi encontrado por um mergulhador na praia de Barra Grande, em Cajueiro da Praia, litoral do Piauí. O animal é venenoso e põe em risco as espécies nativas. O peixe foi localizado em área afastada de onde ficam os banhistas, entre as praias de Barra Grande e Barrinha. VEJA O VÍDEO:
"O peixe-leão é um animal venenoso e não deve ser manipulado sem proteção. Seu veneno causa dor forte e inchaço na área atingida. Casos letais são bastante raros, e a grande maioria dos acidentes se resolve sem maiores complicações. Porém os efeitos variam para cada organismo e dependem da quantidade de perfurações e grau de exposição. Portanto evitem contato a menos que tenha total segurança", diz nota divulgada pelo Instituto de Tartarugas do Delta.

Veja cuidados (população)
- Não capturar o peixe sem o manejo correto e seguro;
- Em caso de acidente com o animal, submeter a área afetada ao calor: faça a imersão do local afetado em água quente por 30 a 40 minutos, o quanto a pessoa afetada tolerar (entre 40°e 45°C). Se não houver água quente, busque manter a área aquecida, pois o calor desnatura as proteínas do veneno, dificultando sua absorção;
- Procure a unidade de saúde mais próximo do local da ocorrência.
- Caso capture o animal, não devolver para o mar. Informar aos órgãos competentes (órgão do meio ambiente).
 Acervo / APA Delta do Parnaíba
Trabalhadores de pesca
- Uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI): Se possível macacão de pesca impermeável,
botas e luvas adequado para a atividade pesqueira;
- Em caso de acidente durante as atividades laborais, recomenda-se procurar a unidade de saúde mais próxima e comunicar que o acidente ocorreu durante o exercício profissional;
- Caso ocorra uma captura acidental de peixe-leão, o pescador deve ser recomendada NÃO devolver o indivíduo para o ambiente marinho.
Segundo o Grupo de Trabalho de Monitoramento do Peixe Leão no Piauí, até o momento, dezenas de animais foram observados ou capturados por pescadores e pesquisadores entre os municípios de Luís Correia-PI e Itarema-CE. Para o Piauí existem relatos de avistamentos distantes da costa na praia do Coqueiro, e relatos de animais em ambientes mais rasos em Barra Grande, Barrinha e Cajueiro da Praia.
Em caso de avistamento ou captura (vivo ou morto) do peixe-leão, Instituto Tartarugas do Delta pede que contate peixe.leao.pi@gmail.com, apa.delta@icmbio.gov.br.
Diversas instituições estão monitorando essa invasão, no Piauí: UFDPar, ICMBio, SEMAR, ONGs Instituto Tartarugas do Delta, Comissão Ilha Ativa e Prefeituras de Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia. Em parceria com instituições do Ceará (UFC, IFCE, LABOMAR, IBAMA) esses órgãos buscam registrar ocorrências peixe-leão, capturar animais para estudos científicos, e manter a população informada.
Informações 180 Graus