quinta-feira, maio 19, 2022

Quadrilha é investigada por comprar veículos com documentos de empresário parnaibano

A Polícia Civil do Piauí (PC-PI) investiga uma quadrilha de estelionatários que opera comprando carros no nome de terceiros e depois vende para outras pessoas. Uma mulher de 45 anos suspeita de participar desse esquema foi presa em flagrante nesta quarta-feira (18/05), no momento em que tentava aplicar mais um golpe em Teresina. O grupo criminoso é suspeito de realizar as fraudes em todo o Brasil.
O delegado titular da 12ª DP na Zona Leste da Capital, Ademar Canabrava, afirmou em entrevista à TV Clube que a mulher presa já estava sendo monitorada e foi seguida por agentes desde o momento em que desembarcou no aeroporto de Teresina até sua chegada à concessionaria onde iria consumar a fraude, mas foi presa em flagrante delito pelos agentes da Polícia Civil. A suspeita poderá responder por uso de documento falso, falsidade ideológica, estelionato e associação criminosa.
O Golpe
Os estelionatários conseguem acesso aos documentos das vítimas necessários para realizar a compra de veículos na modalidade de financiamento, geralmente sem dar nenhum valor de entrada, financiando integralmente o valor do bem em diversas prestações. Para isso as vítimas escolhidas são quase sempre grandes empresários, que aparentemente possuem boas relações com seus bancos e consequentemente tem mais facilidade na aprovação de operações de crédito.

Munidos com os dados dessas vítimas, os criminosos confeccionam as documentações contendo fotos deles mesmos no lugar da foto original da vítima e passam a apresentá-los nas concessionárias, configurando a falsidade ideológica.
Próximo passo
Após obter sucesso no processo de financiamento do veículo, um integrante do grupo diferente do que realizou o negócio vai pessoalmente até a concessionária para retirar o veículo.
Em seguida, o bando leva o carro até Uberlândia-MG para vendê-lo com um preço bastante atrativo, até 20% abaixo do valor de mercado. Dessa forma várias pessoas são prejudicadas, principalmente a vítima que teve seus documentos clonados, pois ficará com uma dívida ativa junto ao banco.
Empresário de Parnaíba lesado
O empresário Gerardo Cavalcante Neto, dono da maior distribuidora de medicamentos do Piauí, a Toureiro Farma, foi vítima da quadrilha há duas semanas. Os criminosos realizaram a compra de um veículo modelo VW AMAROK 4X4 V6 2022, que financiada saiu pelo valor de R$ 585.094,20, somando-se todas as parcelas.
A mulher suspeita de integrar a quadrilha que foi presa por agentes de PC-PI nesta quarta-feira (18/05), se passava pela esposa do empresário e tentou realizar a compra de mais um veículo modelo VW T-Cross Highline 2022, avaliado em mais de R$ 150 mil.
O empresário Gerardo Neto realizou um Boletim de Ocorrência no 12º DP na Zona Leste de Teresina após tomar conhecimento da situação. A polícia agora tenta identificar os outros integrantes do bando e intensificou as investigações sobre o caso.
Fonte: 180 Graus